Posts Tagged
‘Foucault’

24 de fevereiro de 2021

|

Escrito por: Paulo Ghiraldelli

|

Palavras-chaves: dicionário filosófico, Foucault

|

Temas: dicionário filosófico, F

A modernidade não é o campo no qual mais é menos. Trata-se da situação em que mais é menos e menos é diferente. É assim que podemos entender a modernidade como definida pela vigência da “sociedade da leveza” e da subjetividade descrita por uma psicologia moderna, empobrecida pela eliminação do thymos, nos termos de Sloterdijk. [...]

13 de outubro de 2020

|

Escrito por: Paulo Ghiraldelli

|

Palavras-chaves: Átila Iamarino, BIOPODER, Charles Snow, comorbidades, duas culturas, Foucault, médicos, sindemia, sinergia

|

Temas: Biopoder

O editor da conceituada revista científica The Lancet avisou que a Covid-19 não tem mais a ver com uma pandemia, mas sim com uma sindemia. Esse termo é agora usado para explicitar que a doença é fruto de uma sinergia. Mais que um fator causa a doença em seu necessário espalhamento. Em outras palavras: a [...]
É chocante o que a psicanalista Vera Iaconelli escreveu? Ela diz que as meninas são educadas para serem cuidadoras, e por isso mesmo entram fácil no diapasão do abuso sexual. Calma, ela não está fazendo da vítima a culpada! Está, corretamente, alertando para uma disposição ética da modernidade. Analisando o caso das mulheres abusadas por [...]

16 de setembro de 2020

|

Escrito por: Paulo Ghiraldelli

|

Palavras-chaves: BIOPODER, BYUNG CHUL HAN, corpo e alma, Foucault

|

Temas: Biopoder

Foucault é o autor da constatação esquisita “a alma é a prisão do corpo”. Foi assim que eu o entendi e foi sob o impacto dessa sua frase que escrevi o capítulo oito do meu livrinho A filosofia como medicina da alma (Manole, 2012). Escrevi no sentido de contrariar aqueles que estavam lendo Foucault como se [...]
Felipe Neto é um personagem interessante. Há centenas ou talvez milhares iguais a ele. Mas ele é o conhecido do momento e, por isso mesmo, interessante. Ele nos interessa como personagem que é. Ele e um personagem de uma trama específica. A geração que o segue e que faz o que ele faz, ou que [...]
O movimento do "politicamente correto" trouxe para o Brasil ganhos iniciais e, depois, perdas incríveis. Criticando-o, a direita cresceu! Bolsonaro e Pondé, um tosco e o outro falsário, surfaram fazendo críticas a uma tal postura. A esquerda institucional não soube revidar. O "politicamente correto" ficou sendo algo da esquerda. Mas isso não é historicamente uma [...]
<