Go to ...

on YouTubeRSS Feed

15/08/2018

Rorty

Há um ramo da Eugenia que vai vencer

[Artigo para o público em geral] Começo com um trecho de jornal: “O Conselho Nuffield de Bioética, uma importante organização independente do Reino Unido, chegou à conclusão que editar o genoma de embriões e de células germinativas (óvulos e espermatozoides) pode ser eticamente aceitável em algumas circunstâncias. Uma das condições que justificariam a prática seria

O gênero literário inventado por Platão: a filosofia

[Artigo indicado preferencialmente para o público acadêmico] Tradicionalmente a filosofia se põe como um ir além. Ser filósofo é, ao menos segundo a fórmula consagrada pelo inventor do gênero literário chamado filosofia, Platão, um caminho de inquietação com o status quo presente, e uma tendência no sentido de ultrapassá-lo. Nesse afã, a história da filosofia

Sujeito clássico ou grupos de pressão?

[Artigo indicado preferencialmente para o público acadêmico] Os europeus são filósofos, os americanos não. Essa velha crença do senso comum ainda continua corrente. Essa crença, na sua quase verdade, nubla o ambiente e não nos deixa ver sua mentira. Foi Alexis de Tocqueville, em A democracia na América (1835), quem expôs o retrato mais justo

A guerra semântica de 2016 está em curso

[Artigo indicado para o público em geral] Um professor americano que se diz “amigo de todo mundo no Brasil, menos de Jair Bolsonaro”, James Green, iniciou uma coleta de assinaturas para um manifesto contra algumas falas do ministro da Educação no Brasil, Mendonça Filho (Folha, 12/02/2018). Quais falas? Aqueles infelizes dizeres informando que iria investigar

Subjetividade pós-metafísica – um mini verbete

[Artigo indicado preferencialmente para o público acadêmico] “Fim do sujeito” – eis aí um enunciado que pulou os muros da academia e chegou até à imprensa. Isso ocorreu principalmente a partir do final dos anos setenta, especialmente por conta do invólucro chamado “pós-moderno”. Mas, do que se trata? O sujeito não chegou ao seu fim,

Contra a ideologização – o caso da coleção da Leya e o caso dos cursos sobre o “golpe”

[Artigo para o público em geral] Uma das coleções mais ideológicas que já vi ultimamente, bem pior que o material de Educação Moral e Cívica da Ditadura Militar, é aquela da Editora Leya, “Guia Politicamente Incorreto”. A cada página, especialmente nos livros de filosofia e história, os erros grosseiros se sucedem de tal maneira que

Eram os gays astronautas?

Era garoto quando vi na biblioteca do meu avô o que logo depois seria o maior best-seller lixo de todos os tempos, fora o Mein Kampf., claro. Lá estava: Eram os deuses astronautas? Sabem o ano? 1968. Escrito por um suíço. Se todos estavam preocupados em mudar o mundo, os suíços, donos de relógios e dos

O preconceito não é uma questão de mais ou menos energia gasta

Este artigo é indicado preferencialmente para o pública acadêmico “Nos iludimos ao imaginar que o preconceito seja erradicável. Somos preconceituosos de saída, uma vez que nosso cérebro economiza energia ao catalogar nossas experiências”. Esta é fórmula da psicanalista Vera Iaconelli para explicar o preconceito, em seu blog na Folha (28/11/2017). Mas as coisas não funcionam

O que o neopragmatismo de Richard Rorty não é

Em um livro de título William James, a construção da experiência, publicado no Brasil pela Editora n-1 (2017), o autor David Lapoujade faz questão de dizer que o pragmatismo não é aquilo que Richard Rorty defende. A frase que ele usa é exatamente esta: “nada mais distante dele [James] que as recentes teses ditas ‘neopragmatistas’

Um topos para a maconha

AS DROGAS ENTRARAM de modo decisivo para a sociedade humana pela prática cultural religiosa. Confunde-se com a transição da pré-história para a história. E desse tempo até hoje, não saiu mais. Não há registro de uma sociedade sem drogas, calmantes ou estimulantes. Havia um lugar para as drogas na sociedade primitiva e antiga. Mesmo nos

Os gays em ritmo de burguesia

“O comunismo foi uma fase do consumismo”. Sloterdijk diz essa frase e acerta em cheio. É uma verdade que ficou nublada durante bom tempo, justamente porque tínhamos na cabeça uma filosofia da história messiânica, judaico-cristã, chamada marxismo. A história nos levaria ao socialismo, à sociedade do proletariado e, depois, ao comunismo, a sociedade sem classes.

Trump em guerra revela “a outra América”

Cinco pensadores entenderam a América: Tocquevile, Dewey, Rorty e Sloterdijk. Mas só dois, Dewey e Rorty, compreenderam sua dupla face no seu cotidiano. Eles foram filósofos americanos no sentido mais autêntico da palavra. Viveram os dramas da criação dos chamados Founders Fathers. Dewey deixou claro que a “América” era uma coisa e os “Estados Unidos”

Marcela Temer precisa nos dar um escândalo

Marcela Temer é linda, mas não estou procurando fotos dela nua na Internet. Nem do presidente – garanto. Também não estou procurando fofocas da vida íntima do casal, que poderiam estar no celular de Marcela, hackeado. Mas, segundo o entendimento de vários estudiosos do Direito, errou feio o juiz que autorizou a censura à Folha

A revolução dos não-bichos

Para Nana Lacerda Uma cenoura é diferente de um esquilo não no mesmo sentido que um esquilo é diferente de uma vaca. Muita gente que dá palestra por aí não sabe disso. Conhecem o tipo? Sim, até na Unicamp tem gente assim! É aquele que adora dizer que quem não mata uma vaca vai acabar

Tocqueville, Trump e os jornais

Duvido que uma pessoa como Trump possa ler algum livro. Mas, pensando no que um presidente americano – e todo estudante brasileiro – deveria ler, não há dúvida que, no caso atual, o melhor seria A democracia na América. 

Tudo é uma questão de ponto de vista, mas sem banalidade.

Falamos das coisas como divididas entre “características intrínsecas” e “características meramente relacionais”. Ou seja, há atributos de algo que avaliamos como pertencentes à própria coisa, que não podem mudar, e há atributos desse algo que são mutáveis, segundo nossa visão ou posição histórica ou geográfica, e que portanto podem mudar sem que o algo analisado

Older Posts››