Go to ...

on YouTubeRSS Feed

16/12/2017

racismo

Taís Araújo coloca os racistas na parede

Os artistas são trabalhadores como quaisquer outros. Os do teatro e da teledramaturgia, claro, também. Mas por conta de levarem na ponta da língua a cultura, interpretando textos que nem sempre acomodam os menos inteligentes nas suas cadeirinhas, são mal vistos por estes. Pagam um preço alto por exercerem a intelectualidade para fora da academia.

É racismo sim, senhores!

Este texto é indicado para o público em geral “No Brasil não há racismo”. Essa frase tem meia verdade de um tal modo que se mostra mentira todo dia. Podemos dizer que há somente preconceito racial, e irmos dormir em paz, principalmente nós, brancos de classe média. Todavia, eu estava com a minha esposa na

Os “Oito odiados” não é um “Django livre”, infelizmente

Django livre é mais culto que Os oito odiados. E também mais sofisticado psicologicamente. No primeiro a trama tem como referência o que está na biblioteca da grande fazenda Candyland , o livro do escritor negro Alexandre Dumas (veja artigo), e também a complexa psicologia do vingativo negro capataz (Samuel Jackson), completamente diferente da vingança que move Django.