Go to ...

on YouTubeRSS Feed

16/10/2019

mercado

Marcelo Coelho em ritmo de selfies e daimons

Os selfies incomodam? Marcelo Coelho, meu amigo colunista da Folha de S. Paulo, não anda de bom humor com tal prática fotográfica via celular. Ou talvez esteja de excelente humor, apenas ridicularizando aquele que, com o próprio artigo de Marcelo nas mãos, fez um selfie e o enviou para o Facebook. (1)

A lição interessante do marxismo

Em 1989, com a Queda do Muro de Berlim, houve quem escreveu que após vinte ou trinta anos poderíamos ler Marx de um modo melhor, mais filosófico que político. Bem, o tempo realmente passou e o comunismo como política não existe mais. No entanto, o marxismo como filosofia, é alguma coisa útil hoje?

Michael Sandel desdivinizando o mercado

Desde o início dos tempos modernos nossa relação de amor-ódio preferida deixou de ser com Deus e passou a ser com o mercado. Sabemos bem: há até quem diga que é isso mesmo que caracteriza a modernidade. Afinal, Deus e mercado se tornaram entidades intercambiáveis.