Go to ...

on YouTubeRSS Feed

17/12/2017

Liberalismo

O eterno tropeço da tropa de elite

A igualdade perante a lei fica ferida se há cota para negros em determinadas ocupações. Essa é uma interpretação liberal, mas de um liberalismo de Locke, não de um liberalismo atual, de John Dewey ou de Rawls. O liberalismo percebeu que precisava sair do século em que foi criado e se tornar um pouco mais

O fascista bonzinho, o comunista docinho

Quando os Aliados entraram na Alemanha para o combate final, na Segunda Guerra Mundial, a população alemã viveu seu maior horror. Foi um período de estupros e assassinatos. Mesmo depois do final da Guerra, o que veio foi indizível. Eram dezenas de pessoas cometendo suicídio diariamente, principalmente mulheres, apavoradas diante dos inimigos que, então, já

O capitalismo contra a direita

Nos anos trinta do século XX os Estados Unidos descobriram o chamado “novo liberalismo”. A ideia básica era semelhante àquela vinda da social-democracia européia, mas com uma marca profundamente americana, ou seja, um lastro antes da filosofia de Dewey que da de Marx. Por essa época, boa parte dos sindicatos americanos e dos intelectuais já

The American Dream reposto por Deus

Terminada a Segunda Guerra Mundial os Estados Unidos trouxeram para o mundo o que havia sido gestado em cem anos: The American Dream. As classes médias do mundo todo foram se americanizando e, nesse ímpeto, passaram a importar o modelo do que era lícito sonhar. O ideal era uma família de dois filhos, carro novo

O nosso mundo entre Fortunatus e Comte

O Renascimento viu nascer um mundo sob varinha de condão da Fortuna. A modernidade tardia, no final do século XIX, preferiu outro tipo de demiurgo, a Providência. Por isso mesmo, na literatura popular de 1500 temos o herói Fortunatus, aquele que ganhou uma bolsa que repunha sozinha o dinheiro gasto. Mas, nos anos de 1800,

O monstro olímpico comendo brasileiras e brasileiros

A relação do Brasil com o símbolo Brasil é uma eterna relação de amor e ódio. O monstro olímpico, ou seja, nossa exposição em competições internacionais seguidas, nos devora fácil. Põe para fora nossas entranhas. Fica fácil então entender essa relação ambígua que temos com a imagem do país e com a imagem do brasileiro.

A cor vermelha do socialismo é linda!

A COR VERMELHA É LINDA. O socialismo foi uma ideia tão ou mais generosa que o liberalismo. Eis a ideia básica, num só conjunto para ambas as doutrinas, que não precisam ser vistas como opositoras: tornar o homem cada vez mais liberto de amarras que tolhem suas potencialidades, sendo que estas podem fazer de pessoas

Verbete crítico sobre filosofia política

Filosofia política é uma coisa, ciência política é outra. A segunda lida com os instrumentos das ciências em geral para analisar as relações entre o estado e a sociedade. A primeira lida com dois elementos, que podem vir juntos ou separados: teoria política e utopia.

Meritocracia e Coxinhas

Quem defende a meritocracia raramente a adota para si mesmo e para os seus. Todavia, quando se discute mérito e meritocracia, ao menos do ponto de vista filosófico, não é isso que deve ser levado em conta. O que se deve analisar é se vivemos pior ou melhor em uma sociedade em que a regra

Na Moral, mas não do Bial

Fazer sexo só depois do casamento, praticar o coito anal e ser vergano pertencem ao mundo privado. São prática que têm a ver com a palavra latina mores, de onde vem moral. Fazer propaganda de um partido, questionar o serviço do estado e discutir o currículo do filho pertencem ao mundo público. Têm a ver

As utopias de Nozick e Sloterdijk

O norte americano Robert Nozick defendeu nos anos setenta a utopia de uma sociedade de liberalismo máximo. Os impostos seriam mínimos e o papel do Estado também. Essa sociedade iria se beneficiar de serviços coletivos antes fruto de iniciativas de cada cidadão, empresário ou não, que os vindos do chamado “poder público” com rosto estatal.

A sardinha assada de Desidério Murcho

O professor Desidério Murcho levanta o argumento provocador de que vivemos em uma “sociedade de ladrões”. Qual a razão de julgamento tão negativo quanto a nós todos, no Ocidente, supondo que vivemos em estados mais ou menos ligados ao modelo do Welfare State?

A revolução do indivíduo

A revolução do indivíduo A Primavera Brasileira tomou corpo e rosto, finalmente. Já sabemos o que ela é. Trata-se da revolução do indivíduo. As manifestações imediatamente anteriores ao Golpe de 1964 eram antes de tudo protestos empurrados por disputas de governos estaduais contra o governo federal. Em 1968 não foi muito diferente. Os estudantes foram

Direita e esquerda

Direita e esquerda Os liberais inventaram a igualdade perante a lei. Nada de ser julgado pelo dono da terra, segundo seus critérios voláteis e idiossincráticos. A lei é a lei: escrita (ou quase isso), sempre igual, aplicável da mesma maneira ao rico e ao pobre, ao coxo e ao lépido, ao homem e à mulher,

Older Posts››