Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

29/05/2017

Latour

O defunto nosso de cada dia, comei hoje!

Peter Sloterdijk defende a ideia de que uma história que responda aos nossos dias deve ser uma história que saiba integrar e uma só narrativa o que se deixava de lado por não possuir história: o mundo da natureza. Também Bruno Latour, com a ideia de parlamento das coisas, participa da mesma tese. Sei bem

O parlamento das coisas

Heráclito não acreditava falar por si mesmo. Aliás, o “si mesmo”,  esta expressão, é uma invenção nossa, não dos antigos. Heráclito entendia que o logos do cosmos utilizava de sua boca para falar de sua organização própria, a harmonia cosmológica. O Humanismo moderno nos tirou essa possibilidade. Então, se as coisas querem falar, hoje em

Agamben e Sloterdijk: homo sacer e mimologia

  “Dasein ist design”  Bruno Latour enunciando princípio de Sloterdijk Em Esferas III Peter Sloterdijk faz um paralelo entre as Grandes Instalações (Ilya Kabakov), postas nas galerias de arte na atualidade, e os sistemas totalizadores. Cita então a ideia de Agamben de tratar a modernidade como um sistema totalizante cujo modelo é o “campo de