Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

27/03/2017

Husserl

Ciganos

Zizek fala e escreve pelos cotovelos. A prudência velha e sábia nos ensina a não dar muita atenção a gente assim. Mas às vezes o bobo da Corte, sem saber, nos revela muito do reino. 

Os filósofos e o confronto ético

Os manuais de filosofia, ao falarem de ética, não raro começam pela etimologia da palavra: ética vem do grego ethos. É lugar comum na tradição filosófica também indicar que ethos possui duas grafias, eqos e  hqos. Foneticamente quase parecidas, ethos com e indicaria os hábitos mais arraigados e dominantes de uma sociedade enquanto que ethos

Peter Sloterdijk

Subjetividade filosófica dos filósofos

O estudo dos intelectuais pertence a um conhecido itinerário bibliográfico que vai de Max Weber a Sartre passando entre outros por Antonio Gramsci. Mas o estudo da subjetividade do intelectual e, especialmente do filósofo ou do homem teórico, escapa dessa trilha, não raro pavimentada somente com paralelepípedos sociológicos. A subjetividade do homem teórico é um

Sartre e a existência – um verbete

Jean Paul Sartre e a existência – um verbete Jean Paul Sartre (1905-1980) foi pensador, romancista e ativista francês. Manteve-se com uma das grandes estrelas do existencialismo. Um de seus principais pontos de partida é a filosofia de Husserl, que se torna especial para sua teoria da consciência.

O filósofo, o político e o pastiche chamado coach

O que é um filósofo? Ele pode ajudar o político a decidir o que tem de decidir? Pode ir à TV e com uma barrigona encostada na mesa ficar falando sobre “o que é revolucionário”? Pode servir de coach em uma dessas “Casa do Saber” da vida? O filósofo é um guru, um sábio?