Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

23/07/2017

Hannah Arendt

Quem é Lula hoje?

Lula foi desmascarado uma centena de vezes. A única vez que se sentiu envergonhado e desconcertado foi na primeira aparição pública para explicar o “mensalão”, há mais de uma década. Pessoas que estão hoje dirigindo empresas ou fazendo seu doutorado ou dando duro para sustentar família eram garotos nessa época, não se lembram ou nem

O deslumbramento subserviente

Vou usar do êxtase do professor de História Karnal, ao escrever para o Estadão, para comentar aqui um dos terríveis efeitos da mídia e, ao mesmo tempo, do desprestígio da carreira de professor, pelo qual o Brasil está passando. 

Peter Sloterdijk

Subjetividade filosófica dos filósofos

O estudo dos intelectuais pertence a um conhecido itinerário bibliográfico que vai de Max Weber a Sartre passando entre outros por Antonio Gramsci. Mas o estudo da subjetividade do intelectual e, especialmente do filósofo ou do homem teórico, escapa dessa trilha, não raro pavimentada somente com paralelepípedos sociológicos. A subjetividade do homem teórico é um

A não banalidade do perdão

Had Gadia é em português a canção “A velha a fiar”. Aquela que começa assim: “Estava a velha em seu lugar. Veio a mosca lhe fazer mal. A mosca na velha e a velha a fiar. Estava a mosca em seu lugar. Veio a aranha lhe fazer mal…”. Had Gadia é um nome aramaico que indica um filhote ou

Olhos dirigidos ao paraíso gelado

O filme Kfraftidioten (2014) não pode ser resenhado por incultos. Pois no máximo eles dirão que se trata de um “gênero Tarantino”. Tem lances de humor e sangue que de fato seguem o estilo de Tarantino, mas a película norueguesa e sueca, do diretor Hans Petter Moland, traduzida por “O cidadão do ano” (procure traduzir

A vida leve como imperativo

“Quero o café com açúcar, de amargo chega a vida!”. Ouvia-se muito uma tal expressão. De uns tempos para cá ela desapareceu, e se ressurge, vem invertida: “Sem açúcar, por favor, de doce já basta a vida”. Hoje em dia a vida deve ser doce. Temos de professar isso. As inúmeras revistas em que moças

Jesus e eu

Sobre a tese de doutorado de Hannah Arendt “Com Jesus não se brinca”. Aprendi isso quando criança, da forma ingênua que todo menino de catecismo católico entende. Mais tarde, aprendi que com Jesus também se brinca, uma vez que ele pediu que deixassem as crianças virem até ele. Ora, conversa séria, de adulto, é algo