Go to ...

on YouTubeRSS Feed

20/11/2017

comunismo

O óbvio de Antonio Gramsci

Este artigo é indicado para o público em geral Em um belo artigo na Folha, onde é seu diretor máximo, Otávio Frias Filho escreveu sobre Antonio Gramsci. Disse o óbvio. Mas como não falaria o óbvio? Gramsci é o autor do óbvio. O que Gramsci ofereceu aos comunistas como novidade, justamente contra certo tipo de

Mataram Teori … e mais um monte de gente!

Tudo começou com Kennedy. Ele era o presidente amado e morreu com uma bala na cabeça, mesmo cercado de seguranças. Então, veio a nossa vez: teria Vargas, bem antes, se matado mesmo? E Castelo Branco, aquele avião não foi derrubado não? Costa e Silva ficou doente? Jango não morreu envenenado não? JK foi “encomendado”, não

O fim total do quarto monoteísmo

Bem antes do fim do Muro de Berlim Moscou já havia deixado de ser um lugar de peregrinação do Quarto Monoteísmo. Agora, finalmente, também é Havana que se despede desse posto, com a morte de Fidel. O próprio ditador, dizem alguns, havia pedido para não fazerem estátuas suas, para evitar o “culto à personalidade”. Na

O capitalismo de fêmeas

Um toque de pecado (Tian Zhu Ding, China, 2013) é um tipo de Pulp Fiction chinês? Paulo Francisco, meu filho que está estudando filosofia, acertou dizendo isso. O trabalho do diretor Jia Zhang-Ke lembra a película de Tarantino à medida que conta quatro histórias com desfechos sangrentos em um panorama de revolta e vingança. Todavia,

“Santa Ignorância, Batman”

“Santa Ignorância, Batman” Meu pai foi descalço à escola pública. Não era protesto, era falta de sapato mesmo. Eu não fui descalço, não vesti saia e não participei de muitas estripulias desse tipo, mas meus colegas tiveram seus momentos próprios entre os anos setenta, no colégio, exatamente onde meu pai era diretor. A coisa mais