Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

29/05/2017

Byung-Chul Han

A imprensa na era da “pós-verdade”

Com o desenvolvimento da Internet, a partir de 1995, não demorou muito para que se notasse a perda de assinantes dos principais jornais do mundo. O filósofo alemão Jürgen Habermas chegou a anunciar o fim dos principais jornais alemães, que iriam perder a independência financeira e ter de ceder a alguma ajuda do Estado. Alguns

A vida sob a obscenidade máxima

A Bíblia é impossível de ser proveitosamente lida com olhos pornográficos. A pornografia caracteriza-se  pela exibição da carne sem seus mistérios. A leitura da Bíblia de modo literal, sem hermenêutica, é a transformação do texto na banalização do facilmente visível. Trata-se, nesse caso, da leitura pornográfica. A leitura pornográfica da Bíblia, promovida pelos pastores das

A sociedade espelhada

Combustível fóssil, penicilina e espelho. Nosso universo contemporâneo é fruto deles três. A descoberta e a  utilização dos combustíveis fósseis libertou o homem da sua dependência de horas massacrantes de trabalho, dando oportunidade para uma reorganização completa do nosso modo de vida. A descoberta da penicilina nos fez abolir de vez a ligação entre filosofia

Somos todos terroristas – sociedade contemporânea e individualismo a partir de Buyng-Chul Han e Peter Sloterdijk

O terrorismo é um ato em busca de autenticidade. O filósofo germano-coreano Byung Chul Han endossa essa tese. Mas, o terrorismo também é provocado pelo excesso de leveza e consequente reação em busca de reoneração. Penso que o filósofo alemão Peter Sloterdijk endossaria essa tese. Nos resultados, essas teses possuem pontos em comum. Autenticar-se é

Síndrome de Dédalo

Vivemos na “sociedade da abundância”. Ricos ou pobres, vivemos em uma sociedade que ganhou leveza e que se desonerou em um nível nunca visto antes em toda a história da humanidade. Energia fóssil, motor de explosão, luz elétrica, penicilina, tratamento hormonal, Viagra e pílulas de contracepção, alfabetização em massa, diminuição de mortalidade infantil, aumento da

A Loucura da Transparência

Diante da noção de intimidade, todo cuidado é pouco. Dizemos coisas bem diversas com esse termo aparentemente simples. Byung-Chul Han lembra que Richard Sennett, ao falar das “tiranias da intimidade”, está se referindo a um mundo íntimo que, na verdade, se exige mostrável. Em Sennett, sabe-se, a sociedade não é vista (e criticada) na completude