Go to ...

on YouTubeRSS Feed

14/12/2018

Bolsonaro

Bolsonaro é o presidente pornográfico (1)

[Artigo para o público acadêmico] Bolsonaro tem horror ao sexo e, no quadro do moralismo conservador em que vive, mostra pavor da pornografia. Todavia, Bolsonaro não sabe, mas ele é o primeiro candidato à presidência da República que é totalmente pornográfico. Ele é o fruto do nosso pedido ético por transparência. Ele é a exposição

Olavete doidona é indicada por Bolsonaro para ser Ministro das Relações Exteriores

[Artigo para o público em geral] Quando o governador Alckmin veio à TV para dizer aos paulistas que deveríamos economizar água, ele não estava fazendo outra coisa senão propagar a maligna doutrina do “globalismo”, capitaneada por cientistas errados e empresários safados e, enfim, pelo “marxismo cultural”. Sim! O indicado para ser o Ministro das Relações

Fim do Ministério do Trabalho?

[Artigo para o público em geral] Um ano antes do advento da República o Brasil eliminou o trabalho escravo, ao menos nos moldes tradicionais. Com a República, vivemos quarenta anos sem que o governo tivesse uma instância capaz de se entrepor na chamada disputa entre capital e trabalho. Do lado de patrões e do governo,

Como identificar um fascista? Basta olhar um bolsonarista? Dez pontos característicos.

[Para o público em geral] Professor Jason Stanley, autor de How Fascism Works, ministra um curso chamado Propaganda, Ideologia e Democracia (Universidade de Yale). Ele fala de dez pontos que caracterizam um fascista. Cito os pontos e coloco entre parênteses meus comentários. Fetiche do passado A gênese do fascismo está no passado mítico, quando havia pureza étnica,

Há uma “onda conservadora” no mundo, na qual Bolsonaro surfa?

[Para o público acadêmico] A ideia básica de Byung Chul Han é a de que fazemos auto-exploração convencidos (ideologicamente) de que estamos no caminho da autorrealização. Tornamo-nos empresários de nós mesmos, ainda que não sejamos patrões – eis a tônica do neoliberalismo. Estamos convencidos de que trabalhamos para nos realizarmos, até mesmo quando o trabalho

Poderia haver um bolsonarismo sério?

[Artigo para o público em geral] Toda pessoa de direita que invoca o “perigo do comunismo” não é séria. Não há mais comunismo no mundo. Todas as pessoas com algum juízo sabem disso. Trump não tem a retórica de Reagan sobre segurança nacional. Mesmo nos dias que ficou criando problema com a Coreia do Norte,

O #elenão é um movimento radical

[Artigo para o público em geral] Pode parecer estranho que um movimento que pede amor e respeito às mulheres, e que denuncie o fascismo de Jair Bolsonaro (estampado em tantas entrevistas e vídeos dele), possa ser considerado por mim, filósofo, um movimento radical. Mas é. O radical vai às raízes dos problemas, e o movimento

Há mulheres que votam em Bolsonaro?

[Artigo para o público em geral] Há pessoas que votam contra seus próprios interesses? Essa pergunta foi feita nos anos vinte e trinta do século XX por vários teóricos, em especial pelos filósofos da Escola de Frankfurt. Os trabalhadores haviam “perdido o ímpeto revolucionário” e estavam abandonando o projeto revolucionário pelo socialismo. Muitas vezes, preferiam

Quem é fascista?

[Artigos para o público em geral] Tem gente na esquerda que acha que todo mundo que não é do seu partido deve receber o qualificativo “fascista”. Há inclusive aquela moça que disse que o Lula é “o crush de todas as mulheres”, a Márcia Tiburi, que não quis conversar com aquele Kim, embora ela tenha

A verdade da facada

[Artigo para o público em geral] Pascal tinha uma forma inteligente, porém falha, de acreditar nos milagres de Jesus. Ele dizia: como que doze homens diferentes poderiam ter inventado os mesmos milagres? E se a mentira tem perna curta, como eles puderam combinar que iriam, ao longo dos anos, falar as mesmas coisas sobre Jesus?

Pode JAIR se acostumando com facada?

[Artigo para o público em geral] Expliquei durante três dias, com várias técnicas didáticas, para a Janaína Paschoal, que ter uma arma em casa ou na cintura não evita assaltos, assassinatos etc. População armada não diminui a violência, ao contrário, aumenta. Todas as estatísticas mundiais mostram isso. Mas não lancei mão de estatísticas, relatei para

Explicar Bolsonaro pela vulgata da Escola de Frankfurt? Ah, já deu né?! Que chato!

[Artigo para o público acadêmico] Vi um vídeo do professor Christian Dunker sobre o “discurso de Bolsonaro”. A simplista cantilena usada pela velha Escola de Frankfurt para explicar o fascismo é repetida para Bolsonaro. Já fora repetida para explicar Collor. Professores de esquerda são tão pouco criativos quanto os da direita. Todo dia aparece coisa nova,

Older Posts››