Go to ...

on YouTubeRSS Feed

20/10/2018

Poderia haver um bolsonarismo sério?


[Artigo para o público em geral]

Toda pessoa de direita que invoca o “perigo do comunismo” não é séria. Não há mais comunismo no mundo. Todas as pessoas com algum juízo sabem disso. Trump não tem a retórica de Reagan sobre segurança nacional. Mesmo nos dias que ficou criando problema com a Coreia do Norte, ele não ousou falar em comunismo. Até Trump é menos estúpido que a retórica da campanha de Bolsonaro. Uma campanha que deve sensibilizar, entre gente que tem diploma de ensino superior válido, apenas Janaína Paschoal.

Por que então Bolsonaro teima em inventar algo inexistente, e que realmente não preocupa seus eleitores? Ele não precisa disso para ganhar de Haddad. As pessoas estão com raiva do PT por conta de corrupção. Isso é o suficiente. As pesquisas mostram claramente isso e dão vitória folgada para Bolsonaro. Mas Bolsonaro quer um réquiem para 64, e foi com isso que atraiu, mesmo tendo sido posto para fora do Exército, a amizade de generais que, em princípio, o desprezariam como um “capitãozinho de m*”. É de fato gente que restou das lembranças da ideologia de 64. Militares da Reserva. Gente que ainda tem vontade de lutar contra fantasmas. São fantasmas contra fantasmas. Estão todos no cemitério, os comunistas e os anti-comunistas, e também esses generais que imaginam que estão vivos. São zumbis na campanha política, enquanto o país arde em problemas de saneamento básico, desemprego, violência contra mulheres e gays, e  tudo que nada tem a ver com o problema de, um dia, ter existido a URSS. PCC hoje é outra coisa! Não é nada que tenha a ver com Partido Comunista Chinês! Hoje sim PCC é realmente problema.

Por isso é que mesmo uma pessoa de direita, se tiver um pouco de juízo, não pode levar Bolsonaro a sério. Mas há débeis mentais alimentando a burrice de Bolsonaro. Há gente que inventou que o marxismo domina nossas universidades e até escolas primárias. E como Bolsonaro nunca foi a uma escola, e muitos dos que falam isso também não (nem quando eram crianças), essa bobagem acabou ganhando corpo. Mas definitivamente não estamos nos anos 60 e os Estados Unidos não estão combatendo o comunismo, não há essa retórica no mundo. Bolsonaro vai continuar alimentando isso até quando. Isso vai se tornar ridículo a cada dia, e para mais e mais gente. Nem todo mundo fuma as coisas que Pondé e Olavo de Carvalho fumam. Afinal de conta, as pessoas trabalham, não podem ficar drogadas o tempo todo.

O resultado é que o próprio Bolsonaro e seus generais não poderão pensar a sério sobre os problemas do país, acabarão se envolvendo com discussão ideológica babaca.  Pior, estarão disputando pautas morais e, desse modo, as questões centrais dos problemas econômicos serão tocadas por um quase solitário Paulo Guedes. O grupo de governo de Bolsonaro já é fraco, e ficará mais enfraquecido ainda. Chego a arriscar em dizer que se trata de uma equipe mais amadora que a de Collor, ainda que bem mais velha. Pagaremos um preço alto por conta da mentira que contaram para esse pessoal, que há algo a ser levado em conta sobre Venezuela e Cuba. Vão sucumbir ao passado, e ao mesmo tempo nos levarão a ficar com problemas do presente agravados.

Precisamos de saneamento básico, nos oferecerão proteção contra Maduro. Precisamos de emprego, nos oferecerão fotos de Chê Guevara morto nos anos 60, na Bolívia. Precisamos de infra-estrutura, nos oferecerão a segurança de que Fidel não irá vir nos pegar (sim, Fidel – eles acham que ele está vivo!). Precisamos de juros mais baixos, e eles nos presentearão com uma cartilha escolar que deverá combater a sexualização precoce provocada pela novela Malhação, dessa perigosa comunista chamada Globo. Os bolsonaristas continuarão nesse sonho, ou pesadelo. Mas quem vota no Bolsonaro não é bolsonarista. E há muito gente assim. Essa gente não acredita em comunismo. Pois não temos uma população tão grande de eleitores débeis mentais.

Para manter o comunismo vivo e, ao mesmo tempo, não fazer nada de útil, como será o caso, Bolsonaro vai ter de criar um fantasma de adendo. Talvez ele apresente um filme, onde Dilma, completamente nua e sensualíssima, estaria planejando atacar o Planalto em companhia do José Abreu, vestido só de tanga e com milhares de granadas nas mãos! Que cena! Nessa hora, sempre haverá alguém que foi treinado no passado pelo Reinaldo de Azevedo, para acreditar.

Ao final, Bolsonaro terá perdido seus quatro anos bem rápido. Terá desorganizado bem o estado. Terá deixado a sociedade mais violenta – tudo como está o Rio de Janeiro, sob comando de militares, que são os guardiões do nada. Não terá feito coisa alguma de bom e, então velho, irá se aposentar gritando “ah, virei gay”. Fará isso para chamar a atenção. Pois precisa demais de atenção. Seus generais também irão pelo mesmo caminho. Por força dos fatos, o comunismo terá desaparecido de vez mesmo, mas nossos problemas reais, não. Ah, e mais um detalhe: quando ele disser “virei gay”, isso não mais chamará a atenção.

Paulo Ghiraldelli Jr., 61, filósofo.

Tags: , , ,

15 Responses “Poderia haver um bolsonarismo sério?”

  1. vítor
    14/10/2018 at 09:35

    esses mesmos bolsonaristas vivem dizendo que, com a volta do pt ao poder, o brasil irá se transformar numa benezuel@ embora sejam realidades diferentes, eles deveriam o observar o que está ocorrendo, por exemplo, na polônia e na Hungria, membros da união europeia mas cujas políticas autoritárias de seus respectivos governos, tem levado o bloco a pensarjá a expulsá-los do grupo.

  2. Fernanda Benitez
    13/10/2018 at 19:12

    Meus parabéns pela publicação da excelente crítica! Por favor, Filósofo Paulo, faça um vídeo no Youtube sobre o perfil do dono da Havan, o qual tem sido um defensor árduo do Bolsonaro. Analise-o, que o povo quer saber mais sobre como é construído socialmente um personagem como ele.

  3. Cida gerson
    13/10/2018 at 14:55

    Olá! Tenho aprendido bastante com seus videos e no blog, esta visão dialética de expor os fatos, sua análise critica e a coragem de dar nome aos bois! Gostaria que falasse um pouco sobre o plano de governo dos candidatos! Eu estou pensando em votar em branco, pq fiquei sem opção, pois votei no Ciro.Mas ao mesmo tempo estou procurando dentro de mim algum bom motivo pra escolher um dos dois!

    • 13/10/2018 at 15:30

      Cida, eu fiz um vídeo sobre os ministros, agora, os planos de governo desses dois é meio fraco né?

  4. LMC
    13/10/2018 at 13:13

    A piada do dia:um leitor da Folha
    na página 3 de hoje,disse que
    votou em Amoedo no primeiro
    turno e vai votar no Bozo no
    segundo turno.

  5. LMC
    13/10/2018 at 11:43

    Agora os bolsominions querem que
    o Haddad faça uma autocrítica.E o
    Boçalnaro,vai fazer?kkkkkkkkkkkkkk

  6. Henrique Alves
    13/10/2018 at 10:34

    Aprofundar o conhecimento sobre o cachimbo de Olavo e Pondé e a droga alucinógena usada diariamente por estes senhores é uma forma fundamental para desvendarmos uma saída ao contexto regressivo da ética política do nosso tempo.

  7. Vinicios Knuth
    13/10/2018 at 05:09

    Confesso que soube da sua existência graças à menções feitas pelo Olavo de Carvalho, do qual eu era um aluno fanático.

    Após uns 4 anos afundado nesse buraco eu consegui sair sozinho por perceber naquilo que estava me tornando e naquilo que estava me metendo.

    Cheguei a inclusive conhecer o Bolsonaro e seus filhos. Perdi até amizades verdadeiras por defendê-los. O que me fez acordar foi sua adoração ao Ustra. Eu frequentei anos atrás uma igreja em que o pastor chorava copiosamente sempre que lembrava que tinha sido torturado. Eu sei que é impossível ser cristão e defender alguém que diz “Ustra vive”, e sei que é ainda pior se dizer defensora dos direitos humanos e fazer o mesmo.

    Estou completamente pessimista em relação ao regime que se inicia. Acho que será longo e que a Janaína terá muito trabalho para explicar o aumento no número de casos de homofobia, feminicídio, racismo, etc. Isso se o Bolsonaro não virar um capacho do Trump e invadir a Venezuela, cometendo vários crimes contra a humanidade e de quebra, ganhando o apelido de Hitler do trópicos.

    Estou encantado com seus textos e passei quase um dia inteiro escutando todos os seus vídeos. Espero poder continuar te acompanhando por muitos anos ainda. Deus te abençoe.

  8. Bruno
    12/10/2018 at 21:06

    Boa noite, professor
    Chegaste a ler a entrevista do Safatle, no El País?

    https://brasil.elpais.com/brasil/2018/10/11/politica/1539293203_367199.html

    Gostaria da sua opinião, que respeito bastante, porque da forma que o futuro foi pintado pelo Safatle, já seria hora de arrumarmos as malas…

    Grande abraço!

    • 12/10/2018 at 23:38

      Já fiz vídeo e escrito sobre as besteiras que ele fala. Dê uma olhada. É um tonto. Mas vou fazer um vídeo sobre essa entrevista que me passou. Pegue no meu canal e divulgue, pode ser?

  9. Adriano
    12/10/2018 at 20:22

    Talvez eu ainda seja ingênuo, mas ele faz isso por incapacidade, ignorancia ou de caso pensado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *