Go to ...

on YouTubeRSS Feed

17/12/2017

Os ectoplasmas da ditadura estão rebolando novamente?


Há pouquíssimo tempo, se alguém falasse para eu escrever algo sobre “intervenção militar”, eu não o faria, não levaria a sério um tema como esse. Gente na rua, com um inglês macarrônico de doer qualquer ouvido escolarizado, não merece crédito. “Military Intervention Alredy” – foi assim que a patuleia botou nas faixas que, sem qualquer noção ou pudor, expuseram na Av. Paulista, rebolando junto com o Lobão e coisas do tipo. Como dar atenção para esse tipo de gente?

Eu realmente não dava! Mas uma tuitada, esses dias agora, da minha amiga Janaína Paschoal, um pouco dúbia, deixando transparecer uma certa condescendência ao verbo do tal General Mourão, que por esses dias falou de boca cheia por “intervenção militar”, me preocupou muito. Janaína é uma liberal, professora uspiana, e eu escrevi diretamente para ela sobre o assunto. Resolvi então escrever para todos os meus leitores. Nessa hora, é preciso ser claro.

Agora, os tempos de Lula e Dilma mostram de fato seus desmandos e estes batem em nosso couro e, pior, no nosso bolso. E ainda por cima tais tempos nos deixaram uma herança maldita ainda presente: Temer e a Segunda Quadrilha. A economia não vai bem e a política muito menos. Eis então que um fantasminha da mentalidade 1964, que já havia sido afastado por idolatrar torturador, reaparece agora para dar recados para a nação.

Exceto o Gasparzinho, fantasma nunca é camarada. Esse tipo de monstrengo diz que as Forças Armadas podem fazer intervenções. Quando há caos, pode haver intervenções. Não está havendo caos nenhum. Caos é anomia, e nosso país tem mostrado ordeiramente que pode pegar corruptos pela lei e na democracia. Mas o tal General Mourão não gosta de lei e democracia. Na verdade, ele as teme. É daqueles que odeiam o serviço de um Moro ou de uma Janaína. Pois homens e mulheres do Direito que conseguem fazer a lei funcionar em democracia, são odiados por gente com mentalidade ditatorial. Gente assim gosta é do mando, do cacetete como lei. Receio que personalidades autoritárias tiveram uma infância desgraçada, só isso pode explicar o comportamento do indivíduo que chega a achar que tortura, o ato mais covarde do Universo, é louvável. Eis então que esse fantasminha invoca novamente a velha ideia de que os militares são guardiões da pátria, se esquecendo que entre 1964 e 1985 eles, os militares, criaram os Malufs e Odebrechts da vida. Eles ensinaram a fórmula do banditismo continuada depois, na democracia. Sarney, Collor, FHC, Lula e Dilma só aperfeiçoaram o sistema de corrupção que o período favorecido pelas armas e pela censura arquitetou e gerou. A censura e o silêncio foram de fato o que fez os militares de 64 parecerem estarem num jogo honesto. Não estiveram em nenhum jogo honesto.

Então, agora, uma vez que ectoplasmas fanfarrões estão de fato se manifestando para além da conta, tenho de fato de escrever. E meu recado é claro, e vai direto aos liberais, mas principalmente aos liberais conservadores e à direita em geral. Não falo para os mais velhos. Falo para os mais novos. Lembro a eles que os ditos liberais que estiveram do lado do Golpe de 1964, inclusive como “lideranças civis”, não duraram muito. Foram cassados pelos militares. JK, Lacerda, Adhemar e tantos outros tiveram o mesmo fim que Brizola e Jango e deputados mais à esquerda. A cabeça dos militares que falam em “intervenção” não mudou nada daquela que considerava Tancredo Neves, um dos homens mais conservadores da política brasileira, um “radical comunista”. O anticomunismo já era tolo naquela época, agora é uma esquizofrenia. As pessoas de direita não sabem que elas serão cassadas por golpistas militares tanto quanto as de esquerda. E os liberais serão vistos como “bunda-moles”, como “fazendo o jogo dos comunistas” e coisa assim. E aí a merda toda pode se repetir. Teotônio Villela que o diga! Ele começou apoiando o Golpe de 64 e terminou como o seu mais ferrenho opositor. Até o ultra-conservador Alceu de Amoroso Lima fez o mesmo!

As pessoas estão com raiva do PT. Eu mais que todo mundo. Afinal, eu avalio que é por culpa da roubalheira do grupo de Lula que hoje temos de ver gente falando grosso por aí com o discurso de que “nazismo é de esquerda”, “a Terra é plana”, “o comunismo está dominando o mundo”, “os gays tem que ser curados”, “a arte é pornografia e tem de ser parada” etc. Essa onda de conservadorismo ignorante só voltou a ocupar espaço na conversação pública porque a esquerda e os liberais perderam prestígio – e isso por obra de sua própria desonestidade. Agora, ter raiva do PT não deve levar ninguém a acreditar quer é melhor deixar militares imporem não a justiça de Moro, mas a da arbitrariedade das armas. Tomara que liberais como Janaína Paschoal não sejam sugados pelo canto da sereia conservadora.

Paulo Ghiraldelli Jr., 60, filósofo. São Paulo, 23/09/2017

Tags: , , , ,

9 Responses “Os ectoplasmas da ditadura estão rebolando novamente?”

  1. Orquidéia
    22/10/2017 at 21:51

    Publiquei o texto do sr.dessa vez no formato de cópia, com alguns dos comentários da pg.

    https://web.facebook.com/orquideia.goncalves/posts/2235226640037330

  2. Democrata
    28/09/2017 at 08:15

    É meu caro PG, a situação tá ficando feia. Parece estar havendo uma proto escalada golpista por parte dos militares. Bom: noutro dia o gen Mourão defendeu golpe. Se não bastasse isso veio um absurdo maior, o comandante geral do exércio, Villas Boas, foi em rede nacional defender aquele. E ontem saiu na Folha que este segundo camarada disse numa cerimônia militar que os generais estão unidos, mais uma demonstração de apoio ao Mourão. Brasil, às portas de um novo regime militar?

  3. LMC
    26/09/2017 at 12:31

    Tem dois ectoplasmas reaças que escrevem
    na Folha:Pondé e o português Coutinho.

  4. Guilherme Picolo
    24/09/2017 at 22:57

    A situação é tragicômica, porque o sujeito que reivindica em manifestação pela intervenção militar ou volta da ditadura, na verdade, usa uma faculdade garantida pela democracia para fazê-lo.

    É como se fosse às ruas segurando uma faixa: “Chega de liberdades individuais! Abaixo os meus direitos!”

    Surreal, surreal…

  5. 24/09/2017 at 07:29

    Simples….a alternativa diante da corrupcao geral seria o q??? Talvez colocarem os senhores criticos de janaina e de um parcela elevada da populacao q apoiam mourao…so temos essa alternativa diante das protecao do STF e outros …EXERCITO BRASILEIRO E DICIPLINADO AO PATRIOTISMO E AOS DIREITOS E DEFESA DA NACAO….( nosso ultimo recurso)

    • 24/09/2017 at 10:04

      João Lima, infelizmente para o seu caso de debilidade mental não há cura mesmo. Agora, Janaína não apoia golpe algum, meu caro.

  6. José Pinto
    23/09/2017 at 17:22

    O Brasil tem que voltar a se organização melhor, a sociedade civil, para construir um país mais moderno para uma parcela maior de pessoas, não para uma minoria apenas. Não é fácil para uma boa parcela pagar tantos impostos e ao cabo não ter o que precisa, não poder ter boas estradas, hospitais, boas escolas. Tudo é muito difícil no Brasil, e temos visto que certo vácuo político tem produzido esse tipo de sociedade que não aceita a arte, que tem aversão ao sexo, que se incomoda com as liberdades.

  7. Matheus
    23/09/2017 at 12:48

    Eu não sei, eu suspeito que a vivência da Janaína no senado adoeceu a cabeça dela, vai ter que procurar um psicólogo pra curar a “intervencionice”.

    Eis nossa caricatura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *