Go to ...

on YouTubeRSS Feed

19/10/2018

O FHC que conheço não é bem o de Marcelo Coelho


[Artigo para o público em geral]

O meu amigo Marcelo Coelho, da Folha, escreveu (14/02/2018) que a característica fundamental do príncipe dos sociólogos do Brasil, FHC, é a arrogância. A imagem de FHC para petistas é realmente esta. Marcelo não é petista pois, afinal, é inteligente e honesto. Mas seu artigo carrega sim, de certo modo, a visão que o PT tem de FHC – o metido a sabichão, o altamente elitista professor que foi cedo para a política, mas que posa até hoje de intelectual.

Tenho uma outra visão de FHC.

FHC foi na reunião de fundação do PT, assinou a ata, mas depois, traiu todos e foi para o PMDB porque tinha aval de Ulisses para ser uma liderança. FHC estava no PMDB de Quércia. Traiu Quércia e todo o partido e lançou sua própria candidatura a senador apoiando Antonio Ermírio de Morais para o governo de S. Paulo – chegou a criar diretórios conjuntos com Ermírio de Morais, que era de outro partido, enquanto que na TV continuava a aparecer na propaganda eleitoral de Quércia. FHC era do PSDB de Covas. Logo que Collor foi eleito, traiu Covas e começou a se oferecer a Collor, querendo ser ministro de Relações Exteriores. Covas teve de puxar suas orelhas publicamente.  FHC deixou Serra ser candidato. Nas noites que antecederam a eleição, negociou com Lula e, dizem as más línguas, ele próprio, FHC, não votou em Serra. FHC agora constrói a candidatura do inexperiente e tolo Luciano Huck, e trai os todos os tucanos, principalmente Alckmin. Essa é a verdadeira biografia de FHC. A arrogância nem é um traço relevante numa biografia dessas!

De resto, FHC não é nenhum intelectual de peso. Lê pouco, sempre a mesma coisa, ou seja, superficialidades. Achar que FHC abre um livro de Heidegger ou Sartre e entende, é bobagem. Nunca conseguiu isso.

Paulo Ghiraldelli Jr., 60, filósofo.

Foto: FHC e Sarney.

Post Scriptum: FHC foi o único presidente que realmente mostrou-se aquém da intelectualidade que aparentava ter ao reclamar oficialmente a respeito de um episódio do Simpsons, o que punha macacos nas ruas do Rio.

Tags: , , ,

5 Responses “O FHC que conheço não é bem o de Marcelo Coelho”

  1. Matheus
    14/02/2018 at 14:22

    Aqui faz FHC! RIP

    Em tempo, nossa política é mesmo uma obra de horror-terror-ficcao-cientifica-fantasia que nem Murnau ou Lang poderia roteirizar ou gravar, está repleto de múmias, zumbis e dinossauros vagando por aí. Nem vamos começar com o Fantesmer…

    • LMC
      14/02/2018 at 16:11

      Como disse Elio Gaspari hoje
      na Folha,querem transformar
      Huck numa mistura Trump-Berlusconi.

  2. LMC
    14/02/2018 at 12:32

    FHC não traiu o Maluf caipira
    Quércia.Ele,Montoro e Covas
    apoiaram Antônio Ermírio
    sabiam quem era aquele sujeito.

    E tem fotos do Lula
    junto com o Sarney,também.

    • 14/02/2018 at 15:19

      LMC só na sua cabeça Covas e Montoro apoiaram Antonio Ermírio.

    • LMC
      14/02/2018 at 16:19

      O interessante é que na Capital,
      Covas e FHC foram os mais
      votados pra senador e Antônio
      Ermírio o mais votado pra governador.
      Todos eles apoiados pelo Estadão,claro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *