Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

22/06/2017

Por que prenderam Dulcídio (*)


Afinal, prenderam Dulcídio do Amaral. Mas por que uma coisa dessas? Ele é corrupto? Do que se trata? Os jornais falam a verdade?

Dulcídio foi preso por tentativa de obstrução das investigações da Operação Lava Jato. Qualquer cidadão, de qualquer tendência política, se realmente for um cidadão, deve comemorar isso. O presidente do senado torna-se pessoa comum no ato que cometeu. Se não é assim, não há a República. Pessoas com poder político e econômico não podem de modo algum interferir em investigações. Se a República funciona, ela prende quem faz essa tentativa de modo a garantir que ao menos a própria investigação continue caminhando. É de lei. Está correto. A democracia liberal e a República brasileiras estão funcionando, ao menos quanto a essa investigação, a Lava Jato.

O brasileiro desinformado ou, então, informado maliciosamente pelo grupo de jornalistas marrons que serve o governo (pagos com o nosso dinheiro), centralizados na figura de Nassif, soltam na Internet o boato de que a justiça brasileira não funciona, pois não prende Cunha e blá blá blá. Bobagem. Cada prisão precisa se fundamentada, e muito bem fundamentada. Um passo em falso numa prisão e o seu condutor perde a capacidade de dirigir a investigação. A Lava Jato está caminhando exatamente pelo seu cuidado, prudência, rigor. Tem realizado ações só baseadas em bons indícios. Cada linha de investigação é checada várias vezes a partir de fontes diversas da “delação premiada” e de documentos que são passados em mãos de vários investigadores e do juiz em questão. Nenhum preceito constitucional foi rompido. As pessoas presas foram presas pois se achavam imunes, acima da lei, e julgaram a Polícia Federal a partir de suas visões regionais e mesquinhas. Eis aí o problema.

Dulcídio foi preso principalmente pelo seu cabelo. Não por razões estéticas, embora essas devessem contar para alguma coisa nele, para depreciá-lo objetivamente. Mas que ele foi preso por algo que tem a ver com o seu cabelo, isso não deixa de ser verdade. Seu cabelo é de caboclo dos anos setenta. E sua mentalidade é essa. O cabelo é o exterior bem apropriado do interior do seu cérebro. Ou seja, conseguiu projeção ao ser relator do Mensalão e levar a bom termo a coisa, mesmo sendo do PT. Chegou à liderança do PT no senado. Todavia, nunca conseguiu ultrapassar a visão de um vereador de alguma cidade pequena de seu estado. Caso tivesse alguma visão do que é o Brasil, e de que tipo de praxe hoje dá o tom para a nossa justiça e a a Polícia Federal, não teria feito o que fez. Funcionou aí a mentalidade do vereador do interior, o político que resolve as coisas na base da gorjeta gorda. Dulcídio é tão despreparado que talvez nem saiba que existe internet e como que a polícia atualmente vem rastreando supostos envolvidos na Lava Jato.

Os petistas que, em outras eras, sabiam bem manipular o que havia de mais avançado na mídia, agora tomam um banho da Polícia Federal. Deixam rastro em todo lugar. Não notam que, no mundo atual, a transparência de certas ações se faz por si mesma. O PT já nasceu meio velho, uma vez que não demorou muito para usar de fórmulas bolcheviques para fazer o partido ser o que é. Mas agora, dá sinais não de envelhecimento normal, mas de senilidade mesmo. Continua na prática política centralizada e repetindo clichés de esquerda que não valem nada. Além disso, continua roubando como nos tempos da velha política, a que o partido um dia disse que iria combater. Às vezes a ação ilegal é tão nítida que a justiça fica até constrangida. É como a Alemanha diante do Brasil. Quando ocorreu o 7 a 1, os alemães começaram a ficar incomodados, começaram a ficar em dívida para com o time da casa. Quase que pediram desculpas pelo massacre. Eles queriam só ganhar, não humilhar.

A prisão de Dulcídio, sendo ele dono daquele cabelo, mostra tudo sobre o PT de hoje. Parece que o PT se espelha na sabedoria de seus adversários, os coxinhas. Mas o faz com o cabelo do Dulcídio, que mostra o tempo e a região própria do PT.

Paulo Ghiraldelli, 58, filósofo.

* Dulcídio, afinal. OK?

Tags: , , , , , , ,

51 Responses “Por que prenderam Dulcídio (*)”

  1. Julio
    29/11/2015 at 14:59

    O banqueiro sócio de Culcídio na empreitada do suborno colocou as advogadas dele pra varrer a cela, o próprio Culcídio não come a comida fornecida pelos anfitriões.
    Vê se uns cara desse não vaõ entregar todo mundo rapidinho?
    Não é á toa que “uma fonte do PT em off” deu uma entrevista a algum chapa branca manifestando “preocupações do planalto quanto a mentiras que Delcídio possa dizer”.

    • 29/11/2015 at 15:27

      Julio isso tanto faz, meu artigo, como filosofia enquanto crítica da cultura, não é sobre isso.

  2. André Azevedo
    26/11/2015 at 19:43

    Um senador da república oriundo da oposição, e que agora ocupa posição de destaque no governo, acaba preso em flagrante a partir de nova interpretação do conceito de “estado de flagrância”. A tese, defendida por procuradores da república, esclarece que aquele que obstrui investigações com o objetivo que garantir a impunidade de supostos membros de quadrilha também integra a quadrilha. Conduta que se protrai no tempo e afigura-se como crime permanente. A tese está alinhada com as melhores doutrinas de direito penal praticadas no mundo.

    O cenário denuncia uma politica promíscua e um desprezo pelas instituições do país. O desenvolvimento profissional do ministério público federal e do Poder Judiciário alavancaram a persecução penal no Brasil e isso não é mérito de governo algum, pois suas garantias passaram a existir, em grande parte, com a constituição de 1988.

    O ex-presidente Lula, em entrevista concedida ao jornalista Roberto D’ávila, usou a mesma tese mofada defendida em alguns comments aqui e alhures. Os governos do PT melhoraram as investigações, nunca na história desse pais…blá blá blá. Os órgãos possuem autonomia deferida pela constituição e não por governos. A diferença entre os tempos de outros governos e os do PT está no incremento dos mecanismos de comunicação e nas facilidades que deferem aos procedimentos de investigação e à produção de provas em sede judicial. Vejo como vantagem nesse período do PT a publicação de algumas leis que destravaram mecanismos interessantes, com destaque para a Lei de Organização Criminosa que institui com mais vigor a delação premiada.

    A postura do PT, quando pressiona o Ministro da Justiça para “controlar” a PF, estratégias de denúncia em cascata contra procuradores que “incomodam” ou a indicação de ministros para o STF sem qualquer protagonismo no cenário jurídico não são propriamente indícios de um grupo que defende qualquer autonomia ou transparência. O PT não entrega seus membros flagrados em práticas criminosas. Eles são descobertos! E quando isso ocorre, arregimentam seus Delcídios e fazem o que sabem fazer, tentam subornar, planejam fugas, ameaçam e, por fim, negociam, ou seja, as táticas de guerrilha, apelidadas de política, que marcam esses tempos nossos. Prova recente disso foi o voto da liderança do PT pelo relaxamento da prisão de seu “camarada”.

    A prisão de um Senador da República nunca será resultado de evolução, mas sim do aprofundamento de uma crise moral sem precedentes. A cafonice do senador e suas madeixas só personifica o jeito de fazer política em um pais que insiste em se notabilizar pelas violações e nunca pelas leis que aquelas casas um dia ajudaram a criar.

  3. LMC
    26/11/2015 at 12:24

    Esses militontos do PT enchem
    a boca pra dizer que “o Aécio
    bateu em mulher”,mas escondem
    que Netinho de Paula que fez
    campanha pra Dilma bateu em
    mulher.Mas quando apoiaram
    Covas contra Maluf pra
    governador de SP em 98,o
    PSDB prestava.kkkkkk

  4. Guto T
    26/11/2015 at 11:02

    Nos últimos anos estamos vivenciando desdobramentos que nunca tinhamos vistos noutros tempos (sob a vigência de outros governos). Certamente, não foi o PT que inventou a corrupção. Mas, resta evidente que foi no âmbito dos governos petistas (a partir de 2003) que houve significativo avanço no fortalecimento, na autonomia e na atuação efetiva das instituições no combate à corrupção. Vemos uma PF atuante e independente como não tinhamos noutros governos. Vemos um Procurador Geral que não mais engaveta os malfeitos (como se fazia em governos anteriores). Vemos o ineditismo de um Judiciário que manda prender e condena políticos influentes e pessoas tidas como poderosas. Isso é algo louvável e salutar. Todavia, é inegável que fica a impressão de que há certa parcialidade nessa atuação, posto que. pelo que se observa, a mesma tem ficado mais restrita ao âmbito federal, sendo mais atuante contra o PT e aliados. Entretanto, a maioria de outros segmentos políticos também sempre se promiscuiram e cometem os mesmo atos escusos. É sabido e notório que as grandes empreiteiras envolvidas em ilicitos mantiveram (e, certamente, continuam mantendo) relações semelhantes, ao que foi apurado na Lava Jato, com todas esferas de poder e em todos os âmbitos (seja federal, estadual ou municipal), no qual há politicos de praticamente todas agremiações politicas (muitos, inclusive, do PSDB e do DEM, que posam de moralistas), sob as vistas grossas e a leniência dos entes que, da mesma forma, deveriam buscar combater, condenar e punir os mesmos ( vide o caso do Mensalão Tucano, do trensalão, etc.). Neste contexto, o mal maior não é propriamente a corrupção, e sim a justiça e o moralismo seletivos, a hipocrisia e o cinismo. Precisamos ainda evoluir muito…

    • 26/11/2015 at 12:04

      Guto não faz isso não. Essa atitude de ficar querendo prender tucano para se fazer de isento é bobagem. Talvez esse tipo de pensamento, hoje, seja o que há de menos inteligente e o mais compromissado com o lixo do PT. FHC já esteve na mira, todos os outros políticos também. Collor até caiu. Agora é a vez do PT. Admita. E essa coisa de “prostituição geral” não vale não. Essa coisa do PT de jogar merda no ventilador agora, não vale.

    • Guto T
      26/11/2015 at 16:26

      Não estou querendo prender ninguém… Apenas, fico perplexo com o cinismo e a hipocrisia de tantas velhas prostitutas (degeneradas e juramentadas) a pregar a castidade alheia (tais como expoentes do PSDB, PMDB e DEM). No mais, faço uma observação e uma constatação perfeitamente perceptível, alertando que embora entenda ser justificável que o PT, na condição de sigla política que ocupa o poder federal (ora vigente), tenha mesmo que ser realmente mais visado e objeto de maior monitoramento, tenho que isso não significa incorrer em tamanha leniência e conivência com outras facções políticas que se contrapõe ao governo, mas que, no entanto, praticam e ou já praticaram malfeitos reiterados. O problema da corrupção e algo sistêmico e não pertence a um só partido e nem somente à esfera do governo federal, estando também nos Estado e municípios, inclusive os administrados por partidos não aliados ao atual governo federal. As relações nocivas do poder econômico (empreiteiras, banqueiros, etc.) dá-se com todos os partidos e em todas as esferas de poder e de governos. O combate a essa mazela tem que ser amplo, extensivo e irrestrito. Essa questão de querer vilanizar apenas um partido, numa visão maniqueísta e deturpada, onde este personificaria e representaria todo o mal, dando a entender que extinguindo o mesmo estaria extinta a corrupção, não é algo inteligente e não resolve o problema. Deve-se tentar combater e punir, com o mesmo afinco e rigor, toda e qualquer corrupção, e não somente a que possa ser atribuída ao PT. Senão nada vai mudar efetivamente ou, talvez, sob a vigência de outro governo (que não seja o do PT), mude somente a intensidade das atuações das instituições e seja diminuído o interesse pelo combate a corrupção, tornando-se as mesmas mais complacente com os malfeitos. Tenho receio que, nesse cenário, voltemos a ter uma imprensa mais tolerante, uma PF inoperante e sem autonomia, bem como um Procurador Geral que acoberte e engavete os malfeitos como já vimos noutros governos. Assim, certamente, iríamos retroceder e mudar para pior.

    • 26/11/2015 at 18:15

      Guto na política não há Deus, ficamos sabendo da verdade pela liberdade dos demônios.

    • Guto T
      26/11/2015 at 19:55

      Realmente, para conseguir sobreviver no meio político ninguém pode ser puro ou inocente, posto que o próprio sistema impõe as suas regras nada virtuosas. Mas, sem dúvida, há demônios de maior patente, os quais são piores que outros. Há aqueles que, inclusive, querem vender santidade ou passar-se por anjos. Esses são demasiadamente diabólicos… Quanto a verdade, ela quase sempre é relativa e de um subjetivismo impressionante, sendo valorada e manipulada ao sabor das interpretações e das conveniências de quem a avalia (com ampla liberdade e licenciosidade). Então, o melhor é sermos ignorantes e celebrarmos a estupidez e a hipocrisia!

    • LMC
      27/11/2015 at 10:18

      Guto,enfia isso na tua cabeça:
      em 1982 quando Lula foi
      candidato a Governador de SP
      ele disse que Montoro e Maluf
      são farinha do mesmo saco.
      Você fala do DEM mas não
      fala do PP do Maluf que tem
      ministério no governo Dilma.
      Essa turma do Nassif é um
      chute no cu,mesmo.

  5. Ivandro Almeida de Gois
    26/11/2015 at 09:30

    Muito bom seu texto professor, a metáfora com o cabelo fez uma boa conexão com os anos setenta, na erra da informação, pensar que poder fazer de tudo pra alcançar o que quer, é atrofiamento da visão, vivemos uma grande crise das instituições públicas, é bem verdade que algumas farão de tudo pra não perderem sua credibilidade “ Policia Federal”, não dar pra usar a mesma metodologia política do século XIX, dois século depois.

    • 26/11/2015 at 10:45

      Ivandro é incrível que, nesses tempos, um cara seja tão tolo não?

    • Ivandro Almeida de Gois
      26/11/2015 at 16:31

      Pois é Professor! Acredito que ele não leu a microfícica do poder de FoucauIt…….Ele foi vitima do poder fragmentado, ou seja, do poder tecnológico……

    • 26/11/2015 at 18:14

      Ivandro ele não leu nem mesmo o Almanaque o biotônico Fontoura.

  6. Dimas
    26/11/2015 at 07:09

    Até que enfim você escreveu alguma coisa que presta, heim Guiraldelli. Tá vendo!! Ainda há esperança ! rs

    • 26/11/2015 at 10:48

      Dimas para você nunca escrevi nada. Quando você terminar o supletivo, volte. Agora, sobre esperança, infelizmente não posso dizer o mesmo. Faz tempo que venho dizendo, “termine o supletivo”, e você não consegue.

  7. ekos
    25/11/2015 at 20:37

    E ainda tem gente que diz que vivemos numa ditadura petista. Ditadura onde petistas vao presos, vide o grande Delcídio e o nosso querido José Dirceu.

  8. Franklin
    25/11/2015 at 20:15

    O Delcídio é uma representação rara do vereador do interior. Voçê novamente acerta em cheio ,Paulo: O Delcídio representa o que há de senil e velho no PT.

    Eu olho a transcrição das conversas e o Delcídio diz : ” Preciso conversar com tal ministro do STF”; ” Vou visitá-lo “.”Manda meu amigo conversar com ele,Ministro”

    Essa é uma maneira bastante ruim e ingênua de tentar fazer lobby ou mudar o entendimento de uma corte suprema. Passou-se o tempo que uma visita a um ministro resolveria questões constitucionais complexas.

    Hoje liguei a netflix e terminei uma temporada de house of cards. Eu começei a me perguntar se um dia haveria um Frank Underwood da Política brasileira de hoje.

    Parece impossível. Delcídio mostra que alguns políticos ainda são “otoridades” que fazem visitas e deixam rastros, transcrições por onde passam.

  9. Paulo
    25/11/2015 at 18:02

    Acreditam em justiça seletiva ou isso é apenas um desvario?

  10. Paulo
    25/11/2015 at 17:33

    Nunca vi tanta baboseira num texto… Você não tem o mínimo conhecimento de estado democrático de direito, Constituição etc. É tão ruim, tão superficial, que nem vou me dar ao luxo de retrucar, pois ficaria muito aquém esse seu esboço do ponto de vista de um “pseudo-intelectual”. Sem falar na mesquinhez, quando faz a comparação do cabelo, mentalidade de “caboclo” e por aí adiante. Destes julgamentos antecipados, mostra o tamanho do seu cérebro. Cunha tem contra si provas bem mais sólidas, mas com ele, nada acontece. Vai estudar e se informar, antes de postar tanta porcaria na internet.

    • 25/11/2015 at 20:00

      PauloCP … um petista chorando. Não tem mais qualquer validade.

    • Paulo
      26/11/2015 at 07:45

      Ué, quem disse que eu sou petista? Onde está escrito? “Na minha testa” (já que o sujeito falou que não sei o que é figura de linguagem, que sim, eu sei que é em sentido conotativo, porém, no conteúdo subjetivo da comparação não deixa de existir certa dose de depreciação). E mais, senhor filósofo, o senho esqueceu de contar a vida pregressa do sujeito que, inclusive, tem um “affair” bem grande com o FHC (DElcído era tucano).
      Ou seja, se quer contar uma histórinha, não omita capítulos. Conte por completo, do contrário, será um mero “papagaio” de internet.

    • 26/11/2015 at 10:47

      Paulo CP você não é petista, o comportamento de choro é igual. Mas o problema seu é outro. Agora, sobre a vida do sujeito, conte você, parece que sua predileção por tai coisa é enorme. Siga em frente. Beijos.

    • Franklin
      25/11/2015 at 20:21

      Paulo, aposto que voçê leu a referência ao cabelo de maneira literal,como se fosse uma ofensa, sem entender o que isso fazia referência, né ?

      Voçê deveria aprender figuras de linguagem como sinédoque, metáforas e outras. Depois, aí sim, voçê deveria ler um blog minimamente sofisticado,

    • 26/11/2015 at 00:00

      Franklin: ?

    • Flávio
      26/11/2015 at 01:10

      Pelo amor…
      Escreva “VOCÊ” -Sem cedilha!
      Vamos… repita comigo: “Vooooocceeeee” Sem cedilha!
      De novo: Voooo-cêeeee!!

      Isso…! Muito bom!!

      Putz… miçangueiros “intelectuais” estão cada vez piores! Não tem mais aulas de português nas humanas??

    • 26/11/2015 at 01:28

      Flávio, não se desespere com os analfabetos, Jesus disse que os pobres de espírito teriam o reino dos Céus.

    • Maximiliano Paim
      26/11/2015 at 23:11

      O pajé tá ficando perto. Já mexeram com o filho, com o empresário amigo pessoal e agora com o ex-tucano que é companheiro desde 2002, ano da primeira eleição do pajé. Curioso, não?

      No dividir das boladas
      Leva mais quem tá mais perto
      O grande engole o pequeno
      E a sobremesa é do esperto.

  11. Daniel
    25/11/2015 at 15:21

    Nós aqui de Corumbá/MS, cidade de Delcídio, agradecemos o que a Polícia Federal fez. Essa prisão é importante para nós aqui do Estado de Mato Grosso do Sul, simplesmente porque Delcídio tem o perfil de todos os “coronéis” que comandam esse estado, de diferentes partidos e famílias fazendeiras que os comandam. Realmente não sabem lidar com a internet. São tipos da época da ditadura antes da divisão. O PT perdeu sua base, não só a base trabalhadora, como a base de liderança de seus partidos. O que resta agora é o seu futuro ostracismo. Por incrível que pareça, vai perder as eleições de 2018 para a base que o elegeu em 2014. Se não quiser ficar fora da política de uma vez por todas, vai ter que entrar para a classe da “caguetagem premiada”.

    • 25/11/2015 at 15:47

      “Trabalhador” no sentido do “proletariado” não é base de ninguém mais, Daniel. O PT e a esquerda brasileira estão filiados ao passado. Não conseguem criar uma esquerda inteligente e sadia.

    • Doni
      19/04/2016 at 20:19

      É verdade Paulo,a mentalidade deles ainda está nos combates da esquerda contra os militares,na antiga URSS e no atraso de Cuba.Esses sistemas mais que falidos jamais funcionarão.

  12. Natal Marques
    25/11/2015 at 14:36

    Professor, o que Delcídio fez foi agir como um vereador do interior, pois o STF se posta como uma comarca de primeira instância nos confins do Brasil. Seu delator o entregou dizendo que o mesmo citou nomes dentro do STF que estariam disposto a votar pela soltura dos presos envolvidos em outras fases da lava jato. Ou seja, o STF seria envolvido, ou será envolvido já que, uma vez indiciado, o próprio senador pode se tornar um delator e esclarecer porque falava em nome do Supremo nessa suposta venda de sentenças. O que me deixa triste é o mar de lama (sem trocadilhos com a tragédia ambiental) que o país se encontra. Decepção de todos os lados.

    • 25/11/2015 at 14:38

      Natal não há decepção alguma e você está erradíssimo sobre o STF. Mas errado mesmo, espantosamente errado. No caso da Operação Lava Jato, é sim o STF consultado e deve ser assim. O cara é senador da República. Tá certo tudo o que foi feito. Sua decepção não se justifica.

    • Natal Marques
      25/11/2015 at 14:45

      Talvez eu tenha me expressado errado, esclarecendo, minha decepção não é pela prisão de a ou b, e sim pelo envolvimento de um senador da república nessa coisa deplorável. Claro que ele deve ser preso! É mais que justo. Mas é de se apurar o que ele citou sobre o STF; o que eu acho que nunca será feito. Quais os Ministros que o senador citou? Se cremos nas palavras de um delator, que Delcídio torne-se delator também e que ele esclareça o porque de fazer barganha com o nome do Supremo. Simples. É pela República. A coisa toda tá uma zona.

    • 25/11/2015 at 14:49

      Natal você está confundindo tudo. Putz! Ele foi preso por obstruir investigações. Só isso. Puta merda cara! Que confusão mental. É necessário para o brasileiro saber como a lei age. Desse modo não dá. Todo brasileiro agora quer que a lei faça o que ele quer!

    • Natal Marques
      25/11/2015 at 14:53

      Leia a notícia professor. O filho do Cerveró gravou uma conversa dele em que ele oferece, além de outras vantagens, facilidade no trâmite do processo dentro do STF. O senador foi preso por essa conduta no bojo de pagar pensão para a família e facilitar a fuga do delator para fora do país. Onde está a confusão mental? Procure entender o que estou escrevendo aqui, deixe de dar respostar automáticas. Não existe emulação nenhuma entre nossos comentários. Leia tudo de novo agora.

    • 25/11/2015 at 14:59

      A confusão mental sua Natal, é de já querer que o Senador seja delator e coisa e tal. Você está lendo a notícia de novo, continue fazendo isso. Mas não se perca entre a notícia e seus desejos. Não impute a mim a confusão do seu texto inicial.

    • Natal Marques
      16/03/2016 at 08:09

      Parece que hoje, com a delação do Senador, eu estava certo e o senhor estava errado. Mas isso é comum para quem analisa as coisas de forma rasa.

    • 16/03/2016 at 08:19

      Natal, o problema é que você sabe quem eu sou, eu não tenho a mínima ideia de quem você é. Agora, sobre sua necessidade de se afirmar meu usando, aí é um problema só seu.

  13. Ricardo
    25/11/2015 at 14:35

    Entendi que o nome “Dulcidio” foi utilizado pelo professor para fazermos alusão ao arbitro de futebol brasileiro da década de 70 e 80.

    As atitudes de Dulcidio sempre geraram polemica dentro e fora do campo.

    Dulcidio exibia, assim como o senador, uma cabeleira peculiar.

  14. Jokas
    25/11/2015 at 14:14

    Ha uns tempos atras ninguem pensava que medalhoes eram presos no Brasil. Alguma coisa esta mudando nesse pais.

  15. Valdério
    25/11/2015 at 14:03

    Ops! Agora vi que o Dulcídio é proposital…rs!

  16. Valdério
    25/11/2015 at 14:02

    Paulo, só uma questão de “perfumaria”, o nome do cidadão é Delcídio, não Dulcídio.

    Legal ouvir uma crítica decente ao PT, bem como uma interpretação correta do funcionamento das nossas instituições.

    Sempre achei a atuação política do PT meio ultrapassada. Acedito que seus acertos no combate à desiguladade social foram meio que um misto de sorte combinada à total incompetência de seus adversários em gestão geral.

    Minha esperança continua a mesma. Que energúmenos parem de acusar aqueles que defendem minorias, combate à desigualdade social, estado laico, direito à educação de qualidade, entre outras coisas de “petista”. Terminam elogiando indevidamente um partido, que nos últimos anos, não fez lá muita coisa por essas bandeiras.

    A única contribuição (involuntária) do PT foi tirar os “coxinhas” do armário. Ninguém pode dizer que é lenda! Eles existem! rs.

    Abraço.

    • Alexandre
      26/11/2015 at 17:47

      Valdério, o PT teve condições – econômicas, políticas e institucionais – muito melhores que o PSDB para mudar este país de patamar. E seu desempenho foi pífio, contentando-se com medidas cosméticas e eleitoreiras, para dizer o mínimo. Paro por aqui porque este não é exatamente um espaço para discutir políticas públicas.
      Um abraço.
      PS: Combater a desigualdade social não é o mesmo que fazer justiça social.

  17. João Pedro
    25/11/2015 at 13:46

    *Delcídio

    • 25/11/2015 at 13:48

      João, deixa Dulcídio.

    • João Pedro
      25/11/2015 at 14:12

      Enfim, mas eu fico feliz que a Lava Jato consiga atingir esses “intocáveis”, já que agora são dois bilionários presos. Agora é apoiar as 10 medidas do MPF para tornar os crimes de colarinho branco menos vantajosos.

  18. Carlos Mascarenhas
    25/11/2015 at 13:43

    Finalmente prenderam um tucano!

    • 26/11/2015 at 02:00

      HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *