Go to ...

on YouTubeRSS Feed

20/10/2019

O meu feminismo – Lady Gaga


Há um feminismo inteligente? Claro. É simples: basta a feminista saber aplicar bem as relações de causa e efeito.

O feminismo inteligente não chama de machismo algo que tem outro nome. A relação de causa e efeito ou de razão e consequência tem de ser clara. Se você faz algo para uma mulher que a coloca em situação difícil, e que, nas mesmas condições, você não faria a um homem, o machismo pode estar pondo suas manguinhas de fora aí sim. Você pode não ter clareza disso, mas o machismo está comandando seus atos.

Agora, cuidado! Chamar tudo de machismo é uma bobagem. Nem todo mal que se pode causar a uma mulher, mesmo que por conta da condição dela ser mulher, é machismo. Aqui vai um vídeo onde a roqueira acerta em cheio a relação de razões e consequências. Muito bom. Isso é feminismo dos bons.

https://youtu.be/p2VqyQyOGOc

Tags: , ,

4 Responses “O meu feminismo – Lady Gaga”

  1. Jokas
    29/10/2015 at 12:40

    Eu curto as feministas, acho que elas sao libertarias.

  2. Fabiano Nach
    28/10/2015 at 10:06

    Bem diferente dos seres vistos em algumas Universidades Federais que protestam mostrando as tetas caídas usando uma faquinha na mão para ofender e ameaçar homens que, segundo elas, são estupradores em potencial. A despeito do odor desagradável que exalam, o que choca mesmo é o caráter “patológico” dessa ideologia que seguem.

    • 28/10/2015 at 11:17

      FAbiano acho que você está errado. O feminismo não é patológico, é necessário. A doença de cada um, a burrice de cada um, é de cada um.

    • Fabiano
      29/10/2015 at 17:37

      O “feminismo” que me refiro, e é entre aspas mesmo, é o daquelas que citei no exemplo. Não é nem de longe o feminismo que de fato é necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *