Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

29/03/2017

6 Responses “A desoneração da subjetividade: Sloterdijk e Agamben”

  1. JOAO BATISTA
    15/04/2016 at 10:33

    Mais uma. O que há de errado com a moralidade para Ghiraldelli?

    http://ndpr.nd.edu/news/66148-whats-wrong-with-morality-a-social-psychological-perspective/

  2. Joao Oliveira
    14/04/2016 at 22:12

    É possível haver moral em um mundo que só reconhece a técnica? Como?

    • 15/04/2016 at 01:27

      João, o problema da moral não é o problema da técnica, mas passa perto.

    • Joao Oliveira
      15/04/2016 at 08:41

      Ok. Entendi. Obrigado.

  3. Orquideia
    12/04/2016 at 05:14

    correção de palavra,

    esteropatização.

  4. Orquideia
    12/04/2016 at 05:12

    O “homem” atual está diminuído socialmente, pois passou a ser um personagem.
    Isso facilita sua esteoreopatização.
    Em minha opinião [sou leiga em todos os conhecimentos,mas essa idéia minha é antiga] devido a esse fato,os preconceitos estão aumentando,embora a tolerância também esteja crescente.
    A novidade que li no texto do sr.é que o mesmo “homem” é reconhecível pela “razão”.
    Mesmo assim ele continua sendo um “clichê”,pois a razão é quase inexpressiva.
    Achei engraçado o sr.dizer que ninguém precisa mais de psicanalista,mas só de psiquiatra,pois apenas conseguimos ser “cheios de vida” na internet,e niques não precisam de tratamento,mas sim,da empatia da máquina.[Kkk…]
    Na vida real, o “homem” deixou de ser “homem” para virar “humano” e o uso contínuo da razão não irá diminuir nossa pequenez.

    Se isso será bom ou ruim a longo prazo,não consigo saber.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Paulo Ghiraldelli

Filósofo