Go to ...

on YouTubeRSS Feed

09/12/2019

Fantasia de Moro e Lula é mecanismo para escapar de responsabilidades


Os amigos de Moro inventaram que uma grande organização, com dinheiro que não acaba mais, e tendo The Intercept como ponta de lança, está por trás de tudo que ocorre agora sobre a Lava Jato. O que estaria aí, no biombo de Greenwald, seria um quadrilha endinheirada com dois objetivos: destruir a Lava Jato e soltar Lula. O Dr. Carlos Fernando dos Santos Lima, procurador da Lava Jato, afirmou algo assim em entrevista para o jornal O Estado de São Paulo. (17/06/2019)

É fácil desmontar essa fantasia conspiratória. Basta lembrar que, se existe uma quadrilha tão cheia do dinheiro e tão bem montada, por que ela não atuou para não deixar prender Lula? Seria bem mais fácil do que deixá-lo ir preso para, agora, contra tudo e todos, tentar soltá-lo. O Dr. Carlos não tem resposta razoável para isso, tenho certeza.

Os amigos de Lula seguiram a invenção da Marilena Chauí, e que agora ecoa na boca do próprio Lula, de que sua prisão não se deve a Moro somente, mas sim ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, junto com a CIA. Tudo estaria ocorrendo por conta de que a CIA gostaria de pegar a Petrobrás para os Estados Unidos!

É fácil desmontar essa fantasia conspiratória. Basta lembrar que Lula sempre foi um moderado, servindo de elo conversacional entre Chavez e Bush, e que ele próprio, Lula, sempre se orgulhou e ainda se orgulha de ser um conciliador. Aliás, ele fez uma política econômica liberal. Lula colocou à frente de seu governo um banqueiro que serviu os interesses americanos desde sempre, Henrique Meirelles. E Lula, nós sabemos, nunca foi visto como um Che Guevara, muito pelo contrário! E os americanos tinham dezenas de relatórios sobre a atuação do PT, como partido moderado – menos intervencionista que Obama! Quando colocamos isso para petistas inteligentes, eles ficam desconcertados e admitem o exagero da fantasia de Lula.

Além do mais, se os americanos querem tanto a Petrobrás, tiveram a chance de vê-la realmente privatizada nos governos de Collor e FHC. Mas não fizeram tanta pressão assim. Aliás, não fizeram nenhuma pressão, mesmo diante de José Serra se oferecendo para levar a coisa adiante.

O que Lula e Moro querem é inventar histórias que mobilizam paixonites. Todavia, mobilizam paixões às custas do emburrecimento dos que os defendem. Em ambos os casos, aproveitam-se dos que os seguem para faze-los pessoas que acabam por se comprometer com o não-pensamento, com o conspiracionismo. Tudo isso para não terem que se responsabilizar pelos seus erros.

Lula não quer admitir que errou deixando a corrupção do PMDB encostar no PT e bater na sua própria bunda. Moro não quer admitir que favoreceu Bolsonaro e que condenou Lula por meio do atravessamento da lei. A irresponsabilidade é a mãe da adoção do conspiracionismo e das fantasias de Marilena Chauí e do dr. Carlos Fernando. Pessoas honestas e inteligentes, para servir amigos, caem em posições toscas, sem aval lógico e, pior, beirando a má intenção. Marilena e Carlos foram engolidos pelos seus amores. Muita gente que defende Moro e que defende Lula estão assim, vítimas da Deficiência Cognitiva Programada (DCP).

O mais terrível dessas teorias conspiracionistas é que elas sempre podem se tornar verdadeiras na aparência. Afinal, aqui e ali, pode-se conseguir enunciados que, no geral, lhes dão guarida e fôlego. Aliás, elas são formalizadas com a técnica de confecção de horóscopo, e por isso podem, sempre, encontrar indícios favoráveis. Um americano de direita tendo telefonado para cá e conversado sobre Lula com autoridades — isso pode ser algo a vir à tona a qualquer momento. Fôlego para a fantasia de Lula. Um agente poderoso de algum lugar tendo telefonado para Greenwald e conversado sobre Moro — isso pode ser algo a vir à tona a qualquer momento. Fôlego para a fantasia de Moro.

Derrotar a Deficiência Cognitiva Programada é uma tarefa árdua. Pois as teorias da conspiração são próprias para fazer com que as pessoas tenham resposta para tudo, sem precisar pensar. Em um país como o nosso, com baixa escolarização e com engajamento político fraco, elas deitam e rolam.

Paulo Ghiraldelli Jr. , 62, filósofo.

Tags: , , , ,

19 Responses “Fantasia de Moro e Lula é mecanismo para escapar de responsabilidades”

  1. Marighella
    30/10/2019 at 16:51

    Professor, gosto muito do senhor, porém poderia filosofar em vez de opinar. Eu como esquerdista tenho um pouco de vergonha das suas matérias publicadas aqui, precisa ser coeso, crítico e inteligente. Lula está destruindo a esquerda e ao mesmo tempo enaltecendo a direita nos ataques, quanto mais ataca mais perde, lembra da eleição do presidente Lula? Todos o atacavam e quem ganhou? Aquele que não atacava, mas revidava, Lula. O Lulopetismo está criando uma hegemonia do fascista eleito. Precisa esquecer a sigla PT, ser recriado outro partido, se aliar ao PDT e fundarem juntos um partido só para eleger Ciro Gomes, nosso companheiro de luta. caso não queiram isso, em 2022 será reeleito vc sabe quem. abraço.

    • 02/11/2019 at 22:28

      Meu caro, eu não sou do seu time. E não quero sua esquerda aqui.

  2. Carlos
    09/07/2019 at 10:51

    Dallagnol, digo.

  3. Fernando Souza
    20/06/2019 at 10:55

    Querido, não conheço o termo “Deficiência Cognitiva Programada”. Compreendo o que seja deficiência cognitiva… mas programada?

  4. Belinha Santos
    20/06/2019 at 07:25

    Lula, guardadas as devidas~proporções, no tempo e no espaço, bem como as diferenças de natureza político-jurídica, é o nosso “Dreyfus brasileiro”, ainda que o ex-presidente não seja judeu, também. Para os interessados, vejam o Caso Dreyfus, na França do final do século XIX.

  5. Belinha Santos
    19/06/2019 at 10:39

    Professor, o que vem a ser “lawfare”, relativamente ao caso do processo contra Lula?

  6. Miro
    19/06/2019 at 08:07

    Professor, penso que a direita vai tentar, de alguma forma, aprofundar o processo de descontrução das provas apresentadas por Glenn. Caso contrário, haverá uma revisão dos conceitos da própria justiça, no que se refere à obrigatoriedade moral da imparcialidade. Dito de outra forma, se a esquerda conseguir anular a sentença de Lula, não é só Moro que estará encrencado. Toda a segunda instância que o condenou e o supremo que negou a sua soltura também estarão em saia justa.
    Mas a esquerda precisa entender que a formulação medonha da teoria da conspiração não vai encontrar respaldo por muito tempo. Para os apaixonados por Lula e pelo PT é difícil admitir que Lula foi parar na cadeia porque não satisfazia mais os interesses dos empresários que queriam a reforma trabalhista, para diminuir seus custos, por um lado e, por outro lado, o interesse dos banqueiros e rentistas da classe média, que viam as taxas de juros correrem o risco de despencarem.
    O possível retorno de Lula e a permanência de Dilma se constituíam ameaças aos interesses capitalistas desses segmentos.
    O enxugamento de capital dos bancos feito por Dilma já não estava mais surtindo o efeito esperado. Todos sabiam que mais cedo ou mais tarde, haveria uma quebradeira, e houve. O desemprego atingiu níveis alarmantes, as indústrias reduziram a produção, devido à queda no consumo.
    Dilma se recusava a fazer o papel sujo que Guedes está fazendo, e que Temer fez muito bem. O retorno de Lula seria um desastre para os rentistas e para as indústrias. Lula já tinha começado a anunciar que faria mais do que fez pelas pessoas de baixa renda, se sentia super poderoso e não apresentava sinais de que seria tão bonzinho com os rentistas. A classe média se sentia desprezada e o atacava através de seus meios de comunicação e representação de interesses: as organizações Globo.
    Viram em Moro um caminho para satifazer os seus interessses e investiram nele. Agora precisam mantê-lo na condição de espada da justiça para que tudo permaneça como está.
    Esperemos os próximos capítulos dessa novela que está longe de acabar, mas não na condição de simples telespectadores. Precisamos ter consciência de que a nossa participação nas ruas, no nosso ambiente de trabalho e nas redes sociais pode interferir nos capítulos seguintes.

    • 19/06/2019 at 22:12

      A esquerda tem gente burra, quer competir com a direita. Veja o 247 hoje: “FHC mandou Moro prender Lula” – puseram isso de manchete!

  7. 19/06/2019 at 03:53

    O amor como a justiça deve ser cego? Se a condição exigida para amar seja a escuridão, prefiro a lucidez na paixão se é que e possível. Podemos continuar acreditando mas conscientes de que nenhum poder instituído historicamente e pleno de bem comum. Pelo que vejo as teorias conspiratórias sempre embaçam os horizontes e fazem valer as ideologias que limitam o espaço de maior liberdade das pessoas de ver além do aparente. Ninguém constrói nada pleno em termos do bem comunitário fora da inteligência e preso às fantasias. Quero ler mais produções do professor.

  8. Valter
    18/06/2019 at 20:06

    Belíssimo texto professor. Se o texto está ou não perfeitamente correto isso é o de menos. O verdadeiramente importante é a ideia. Já passamos pela fase do fake news, agora estamos nas disputas das teorias da conspiração.

  9. Vera
    18/06/2019 at 13:38

    Membros do judiciário nunca devem “atravessar as leis”. Nunca, jamais! Moro causou insegurança jurídica no afã de eternizar-se como salvador da pátria. Partidarizou-se, beneficiou-se de uma das pastas ministeriais mais importante do governo e vislumbra uma cadeira no STF. Depois de sua parcialidade sempre vamos nos perguntar: se Lula realmente roubou, porque tramaram para prendê-lo? Bastava apenas seguir o devido processo legal. Mas sem a trama não se chegaria a sentença por “Fatos Indeterminados” , era preciso a imprensa, PowerPoint e acordão com Supremo e com Tudo… Inacreditável e inaceitável! E assim prenderam Lula, mas Aécio não, sem falar no Jucá, Renan… A história nos mostrará a verdadeira face da operação lava jato, esta que iniciou muito bem, mas que em dado momento tornou-se política, partidária, passando a focar no PT livrando muitos magnatas da verdadeira corrupção da história brasileira. Não se combate corrupção com corrupção e muito menos convictos de suas paixões, pois coloca a democracia em perigo permanente. Demonizaram um partido a troco do que? Sabe-se que o congresso está recheado de políticos corruptos. Para que tentar aniquilar um partido? A respostas nós sabemos. Tudo pelo poder e dane-se o povo e a democracia… Triste, lamentável…

    • 19/06/2019 at 22:14

      Vera, tudo isso eu sei, o problema aqui no meu texto é outro

  10. Rita de Cassia dos Santos
    18/06/2019 at 12:59

    Bom dia professor!
    Temos hj estas manchetes sensacionalistas da direita.
    Resumo da mentirada: Glenn Greenwald e seu marido pagaram a Jean Wyllys para que abandonasse o mandato, permitindo a ascensão de David Miranda ao cargo de deputado federal.

    Além disso, Greenwald teria pago a um hacker russo cerca de U$ 300 mil pela informação que agora dissemina no Intercept Brasil, ou seja, pelas mensagens trocadas entre o então juiz federal Sérgio Moro e os procuradores da Força Tarefa da Lava Jato em Curitiba, notadamente Sergio Moro e Deltan Dallagnol, praticou conluio.
    A esquerda tem o fato do vazamento claro deve ser explorado, investigado e o processo de Lula ao meu ver deveria ser cancelado e reiniciado uma nova apuração…
    Agora eu pergunto a Lava Jato podemos considerar uma conspiração?
    Abraços,
    Rita de Cassia

    • 18/06/2019 at 13:07

      Eu deixei bem claro o que é teoria da conspiração no meu texto.

  11. Nadia
    18/06/2019 at 12:57

    Fantasias de Moro e Lula é mecanismo ou Fantasias de Moro e Lula são mecanismo ?

    Acho que o verbo concorda com o Nucleo do sujeito, nao? Se estiver errada, pode me corrigir

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *