Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

29/05/2017

Sobre a Reforma do Ensino Médio


A Reforma do Ensino Médio tem pouco a ver com Temer, e sim com Dilma e Lula. Do que se trata?Veja o vídeo mas também leia artigo publicado na Folha de S. Paulo, ainda no governo Dilma, quando essa reforma se anunciava. O título é A falácia do currículo enxuto. Clique aí! Caso não seja assinante da Folha, veja aqui!

Tags: , ,

5 Responses “Sobre a Reforma do Ensino Médio”

  1. Silvania
    29/09/2016 at 09:56

    Veja, a MP 746 está orientada pelo BNCC. Não se exclui nenhuma disciplina no novo modelo. No BNCC todas as disciplinas vigentes estão contempladas dentro das grandes áreas (Humanas/Linguagem/Naturais). Nos primeiros 50% do Ens Médio todas as disciplinas serão obrigatórias. Nos 50% finais do Ens Médio serão optativas.Com exceção para: Mat/Port/Inglês que são e continuarão sendo OBRIGATÓRIAS em 100% do Ens Médio. Assim, Ed Física, Arte, Filosofia, Sociologia, Química, Física, Bio serão escolhidas pelos alunos nos 50% finais do EM por meio das grandes áreas (Humanas/Linguagem/Naturais). Também tem a inclusão da Ens Técnico como opção nos 50% finais. O Ens Técnico inclui ás áreas: saúde, serviço, agricultura, indústria… Assim, não enxuga, amplia.Há ainda mais flexibilidade nesta proposta para os sistemas de ensino, mas seria longo escrever aqui. O modelo de EM hoje está totalmente falido. Precisamos mudar sim e tem que ter um começo.

    • 29/09/2016 at 12:16

      Silvana tá parecendo que você trabalha no governo. Podemos mudar, há um começo. Esse escolhido não foi bom.

  2. Alex de Almeida Brito
    26/09/2016 at 22:13

    Isso mesmo, e a exclusão só se aprofumda com esse modelo de ensino médio que visa atender as demandas do mercado em detrimento de uma educaçao pautada na formação integral conforme o que preconizado, por exemplo, nas DCNEM.

  3. Luciano
    23/09/2016 at 09:24

    O clientelismo vai acabar afetando as privadas também, o que já acontece também com as Universidades Privadas.

    Quem quer de fato estudar, pode sair prejudicado pela quantidade de gente que quer apenas canudo. Os proprietários de escolas vão diminuir a qualidade dos cursos para torná-los “mais atrativos”.

    • 23/09/2016 at 09:45

      Luciano, não pela lei, no caso das particulares. Mas não vai acontecer isso na ponta, vai acontecer isso na parte das particulares que substitui o ensino público, as particulares que são apostiladas. Os grandes colégios tradicionais vão oferecer justamente o que outros não oferecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

About Paulo Ghiraldelli

Filósofo