Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

25/06/2017

Frota no MEC desnudou direita e esquerda


Alexandre Frota não poderia ir ao MEC? Por quê?

Não importa o que Frota foi fazer no MEC.  O ministro da Educação o recebeu e, todos sabemos, receberia outros artistas e outros líderes. Ministro é um animal político e as fotos que tiram com as pessoas que recebem não dizem muita coisa. Mas que a visita de Frota foi importante, isso foi, sem dúvida.

A importância de Frota no MEC é pela reação que causou. O ator-pornô está acostumado a desnudar homens e mulheres, e foi exatamente isso que ele fez com a direita e a esquerda.

A direita ficou caladinha, justo ela que vive atacando todo tipo de peça de teatro que tenha algum nu ou alguma coisa que ela acha obsceno. No limite, condena tudo, pois tudo é obsceno para ela. A direita reclama até do teatrinho popular da “Paixão de Cristo”, levado adiante nas praças de cidades do interior. Há muita gente nessas cidades que ficam horrorizadas de Jesus ficar só de tanguinha na Cruz. Sim, falo sério. A direita já chegou a reclamar disso! Mas sobre Frota aparecer junto com um líder da extrema direita lá no MEC e apresenta-se como um ator pornô que é aliado do governo Temer, ela fez completo silêncio. Aqueles conhecidos colunistas de jornais de todo tipo, inclusive os diplomados, tão sisudos diante da universidade católica que ensina lições de um homossexual, o filósofo Michel Foucault, ficaram quietos agora com Frota lá bem faceiro, tirando selfies no MEC.

Da direita não esperávamos outra coisa. Ora, mas nesses tempos, também acho que eu mesmo não esperava outra reação da esquerda senão a que veio. A maior parte, ou seja, 99% dos comentários, se esqueceu das fotos de Haddad, então ministro da Educação, abraçado com o condenado Zé Dirceu, ou o ministro nordestino tirando selfie com Xuxa no MEC. Fotos de Renato Janine e Mercadante, bastante desagradáveis? Há aos montes na Internet. Mas então, o que a esquerda lembrou? Ah, sim, atacou o encontro entre Frota e o atual ministro da Educação por conta do primeiro ser ator pornô. Sim, tudo que se fez se fez com alusão a sexo. Em outras palavras, o mesmo comportamento dos críticos da direita à Lei Rouanet, que só fazem chamar os artistas de “vagabundas e prostitutas”, foi aplicado a Frota. Essa esquerda toda tem os vídeos das brasileirinhas em casa, principalmente aquele de Frota com Rita Cadilac. Aliás, se Frota fosse petista, diriam que é “cult”, e haveria muita tese em ciências humanas sobre sua estadia no interior do ânus alheio (existe na Federal da Bahia tese sobre o “banheirão”, onde o bolsista fez sexo em 180 lugares públicos, em pesquisa participante, para tirar o mestrado).

Todos os atores brasileiros já fizeram cena de sexo. Claro, é diferente a arte não pornográfica do cinema pornô. Mas pornô no cinema continua sendo cinema. Frota continua sendo artista, não poderia ser recebido por qual razão?

Podem dizer que Frota é um caso em separado, que ele relatou na TV ter estuprado uma mulher benzedeira, que se trata de uma abominação moral etc. Ora, há um pomposo ministro da Educação que no dia em que seu primeiro filho estava nascendo no hospital ele entregou um carta de divórcio à esposa, e nesse momento já estava com outra. Em matéria de crueldade e falta de caráter o MEC, esses anos mais recentes, não tem nada que o faça ter medo de Frota.

Um governo que teve Dilma e Lula transitando por todos os ministérios, não deve achar que o chão de seu piso vai se sujar com os pés de Frota a mais do que já se sujou.  Frota ao menos fez um bom serviço, tornou claro que nossa direita e nossa esquerda são mais podres do que a Lava Jato consegue denunciar com delações premiadas. Nossa direita é igual nossa esquerda, é moralistóide e pensa aquém de justificativas, apenas se interessa em se erigir como correta dogmaticamente frente ao outro. A vergonha é algo que só o outro deve sentir, essa é a regra que o PT e nossa direita impôs à política.

Paulo Ghiraldelli, 58, filósofo.

Tags: , , , ,

7 Responses “Frota no MEC desnudou direita e esquerda”

  1. Valmi Pessanha Pacheco
    27/05/2016 at 12:19

    Prezado Prof. PAULO
    Cumprimento-o pelas lúcidas críticas (veja bem, assim entendido como análise de controvérsias, exame do contraditório, como agora está em uso frequente no juridiquez; não confundir com censura, como assim consideram muitos analfabetos funcionais) que alcançaram o espectro amplamente hipócrita das ideologias, à destra e à sinistra.
    Penso que o “velho” Platão tinha alguma razão ao considerar o artista, apenas um imitador, um farsante que tenta representar (por vezes com êxito) sua própria realidade.
    Parabéns.
    Valmi Pessanha

  2. Matheus
    27/05/2016 at 00:28

    Mais um episódio da graça nacional.

    Frota deve ter ido apresentar o projeto do kit pentassexual, já que o kit gay estava sendo considerado uma decisão monocrática hahaha

    E até a direita já tá reconhecendo que ninguém mais quer ser “hétero”.

    E sobre a hipótese de “frota do pt”, eis o título da pesquisa ultra-científica e nada politizada que uma garota petistinhade sociologia iria fazer: ” Pornografia após Frota, seria o fim da síndrome do PEQUENO-poder? Ensaio sobre os paradigmas do machismo brasileiro”.

  3. marcio vianna
    26/05/2016 at 17:44

    O verdadeiro propósito da filosofia é dar emprego a professores de filosofia. Nada mais… Até hoje eu espero o dia em que abrirei os classificados de um jornal e verei um anúncio: “Empresa consolidada no mercado precisa de filósofo…”

    • 26/05/2016 at 18:07

      Marcio Vianna espere sentado, não vai acontecer. Filósofo autêntico faz coisas que você não consegue entender, nem vai.

  4. Henrique
    26/05/2016 at 16:22

    Vi muitos ataques moralistas vindo ate da esquerda por ele ser um ator porno, por essa coisa de nudismo. Acho que o Brasil ainda tem conservadorismo nos dois lados, direita e esquerda, quando o tema eh certas questoes.

  5. Jeronimo Marmitt
    26/05/2016 at 06:45

    Ghiraldelli, você esqueceu de mencionar o projeto que os dois representam. Eles foram apoiar aquela loucura do Escola Sem Partido. Quanto ao resto, Não tem o que tirar.

    • 26/05/2016 at 08:59

      Jerônimo o papel da filosofia é desbanalizar o banal. Entende. O projeto e´inconstitucional. O ministro recebeu por polidez.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *