Go to ...

on YouTubeRSS Feed

11/12/2018

General Vilas Boas faz estranha requisição sobre a Intentona Comunista


[artigo para o público em geral]

Em 1982 nós elegemos Franco Montoro governador de São Paulo. Era uma eleição estratégica. A partir dali, do Palácio dos Bandeirantes, sairia o maior apoio para a campanha das Diretas Já, que desembocou em 1985 no fim do ciclo dos generais militares na chefia do Planalto. Foram anos politizadores aqueles vividos entre 1982 e 1985. O regime iniciado em 1964 estava agonizante. Esperávamos seu fim.

Ao mesmo tempo, na Europa, o debate entre social democratas, liberais e comunistas fervilhava, especialmente na Itália e França. Era da primeira que vinha nossa literatura em política. Tudo que o partido comunista italiano fazia era republicado aqui. Os escritos de Gramsci passaram a exercer enorme influência entre nós. Norberto Bobbio era lido e relido. Ninguém fazia ideia, em lugar algum do mundo, que antes do final da década o comunismo seria varrido da face da Terra, e que a própria URSS, logo no início dos anos noventa, desapareceria. A esquerda no Brasil não era mais comunista. Era social democrata, mesmo que leitora dos textos gramscinianos. É que o próprio Partido Comunista Italiano, como o francês e vários outros partidos comunistas europeus, haviam decidido por uma via próxima da social democracia, apelando para a disputa pelo voto, obtendo vitórias respeitáveis. A influência dessa literatura corria solta entre nós, tanto na esquerda do PMDB quanto no PT.

Foi nesse clima que fui ao cinema, em 1984, ver o filme de Nelson Pereira dos Santos, Memórias do Cárcere. O filme corresponde ao livro homônimo de Graciliano Ramos. Trata-se da história do autor na prisão, por conta de sua participação na Intentona Comunista, realizada em 1935. O ator que fez o personagem de Graciliano era o então homem de esquerda, afinado com o Partido Comunista Brasileiro (PCB), Carlos Vereza, contracenando com Glória Pires. (Quem diria, não? Vereza … quem te viu e quem te vê, heim?). Um filmaço! Saí do cinema convencido, mais ainda, que havia pouco comunismo na “Intentona comunista”.

De fato, a Intentona Comunista ocorreu porque Vargas colocou a Aliança Nacional Libertadora (ANL), um conglomerado de grupos de esquerda capitaneados pelo Partido Comunista, na ilegalidade. O fato é que havia muitos militares na ANL, chefiados por Carlos Prestes e por Barata Ribeiro (sim, o pai do Agildo Ribeiro, humorista recém falecido – o célebre “professor de mitologia apaixonado por Bruna Lombardi, lembram?), e esse pessoal resolveu reagir à bala à proibição do governo de Vargas. Foram todos presos e passaram o diabo na cadeia. Esse pessoal não era propriamente comunista. Eram tenentistas que unificaram positivismo, militarismo e um pouco de conversa sobre leninismo, e que confundiam revolução com golpe de estado. Assim, a Intentona Comunista, no que teve de luta e violência, se fez por conta da militarização dos dois lados. Não foi uma revolta de rua, mas de quarteis. Não foi uma luta entre socialistas e não-socialistas, mas um desfecho de uma luta entre grupos militares que haviam já se indisposto antes de 1930, em vários lugares do Brasil. Só houve morte nesse episódio porque foi um episódio militar. Os comunistas civis levaram a culpa por conta da afoiteza dos recém chegados ao partido, os militares da Coluna Prestes.

Isso virou história. Ficou no passado. Transformou-se em matéria de vestibular. Mas alguns militares de hoje, que gostam de Bolsonaro, não fazem vestibular. Mal entendem o ENEM. Então, por conta disso, o General Vilas Boas Correa, chefe do Exército, aproveitando esse clima atual um tanto esquisito, requisitou dos quadros intelectuais das Forças Armadas uma “análise da Intentona”, de modo a evitar o derramamento de “sangue verde e amarelo”. O General anda muito doente. Talvez por isso a ordem tenha saído assim, esdrúxula, como se estivéssemos num mundo onde os comunistas existissem e estivessem por aí, querendo tomar o poder. Ninguém acredita nisso a não ser as loucas olavetes e alguns ministros do Bolsonaro, e talvez seus filhos e Janaína Paschoal (claro!). Mas, sabemos, essa gente não é boa da cabeça.

A ordem do General, do modo que saiu, parece ser uma tentativa de revisão do que ocorreu. Terá sido feita para que desse trabalho de “análise” saia uma cartilha para que o colombiano olavete, que vai chefiar o MEC, distribua nas escolas? Estaria ele pensando em reativar a luta entre comunistas e não-comunistas, ao menos no imaginário da juventude, e com isso gerar mais louquinhos da aldeia, capazes de se tornarem eleitores futuros da turma do Bolsonaro? Medida louca, tola e inócua. Besteira. Mas, sabemos bem, vamos ser governados entre 2019 e 2022 por pessoas que estão nos avisando que só farão besteira.

Mas, talvez, tudo isso tenha alguma utilidade! Pode ser que, recuperando esse tema, possamos descobrir que sangue é derramado, em luta política brasileira, não entre civis ou políticos, mas sempre quando os grupos possuem armas, ou seja, sempre que são grupos militares. Na verdade, a Intentona foi um evento de quartel. Não temos, nós que não somos milicos, nada a ver com isso. Desse modo, o que Vilas Boas quer, de fato? Estaria ele tomando essa medida para efeito interno, por conta de alguma politização atual dentro das Forças Armadas? Seria algo que não sabemos? Ou simplesmente minha intuição é que está correta, a de que ele não está bem de saúde física e, por conta disso, mental? Aposto nessa saída. Ele está delirando, entusiasmado com o clima bolsonariano. Não poder ser outra coisa.

Paulo Ghiraldelli Jr.. 61, filósofo.

Foto: Carlos Vereza e Glória Pires em Memórias do Cárcere.

Tags: , , , ,

18 Responses “General Vilas Boas faz estranha requisição sobre a Intentona Comunista”

  1. mathaus
    02/12/2018 at 04:18

    um podcast (não vou dizer, não se se pode) fez um episodio sobre esse fato e de lá saíram 3 teorias

    1 – o general está alertando a um perigo de quebra na hierarquia militar.

    2- o general está alertando os militares para não cair na lábia de um politico falastrão (bolsonaro) igual o carlos prestes.

    3- o general virou bolsonarista convicto, como agravante o comando sul do exercito retwittou um poster integralista editado trocando a mão comunista pelo PT.

  2. Olavo aloprado
    28/11/2018 at 13:10

    A doutrinação marxista nas escolas atingiu seu ápice: um ouvinte me mandou vídeo de uma aula de educação artística em que a professora tenta ensinar CUBISMO aos adolescentes, claramente fazendo apologia ao regime dos Castros…

    Outros problemas: você vê a NASA colocando sonda em Marte, o que prova claramente a ascensão dos nazistas e dos iluminatis em nossos dias.

    A culpa provavelmente é de Paulo Freire e desses professores com mestrado e doutorado, pois eles também me dão inveja, além de que não sabem nada. Quem sabe sou eu, com o poder da astrologia! Sábias são as palavras de nosso magnânimo líder: “um pouco de pau de arara não faz mal a ninguém”.

  3. JULIO CESAR MOREIRA
    27/11/2018 at 20:49

    A Intentona Comunista, também conhecida como Revolta Vermelha de 35 ou Levante Comunista, foi uma tentativa de golpe contra o governo de Getúlio Vargas. Foi liderada pelo Partido Comunista Brasileiro em nome da Aliança Nacional Libertadora, ocorreu em novembro de 1935, e foi rapidamente combatida pelos Militares. Entretanto, mais de 30 militares do Exército, a maioria dormindo, foram mortos por aqueles que queriam implantar o Comunismo no Brasil. Portanto, neste dia tão especial, deixo minha singela homenagem aos irmãos de arma que cumpriram o duro dever de se opor a agitadores e terroristas de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia. Observacao, hoje e’ o dia em que foi derrotada.

    • 27/11/2018 at 20:58

      Júlio, conta outra que eu vou rir. A própria filha do Prestes e todos os historiadores lembram que esse pessoal, esses militares, não tinham nada de comunistas e a revolta foi tenentista. Acho que você é o cara ideal que o Villas Boas estava procurando. Pronto, já arrumou emprego.

  4. JULIO CESAR MOREIRA
    27/11/2018 at 20:45

    Nao creio no que li. Achava que a ciencia fosse apolitica. Logo, suas palavras depoe contra a mesma.

  5. andre ribeiro filho
    27/11/2018 at 17:49

    O PODER DA “”ZUÊRA””…. ÔÔÔ Professor…. Há uns dois ou três meses atrás…. eu vi na rua… sem querer…. pendurada numa banca de jornais… a capa da revista “”Veja “”… e nela… tinha uma foto gigante do economista Paulo Guedes… e com a seguinte frase… “””Ele pode ser o Presidente do Brasil”””…. ÔÔÔ Professor…. a primeira coisa que pensei na hora foi … “”que desfeita com o Bolsa !!!”””…. só que logo depois… veio a segunda coisa que pensei….. Eu pensei num filme, Professor…. num filme de terror…!!!! …. O Bolsa é o “”Hospedeiro””…. o Paulo Guedes é o “”Alien””…. o “”ENRABADÔ do povo…. e a imprensa… é a “”Cientista Maluca”””….
    a apoiadora dessa experiência… desse monstrengo…. só que a imprensa… ela apenas cumpre ordens…. quem realmente está no comando… é o “”Mercado”””….. mas… agora professor…. vamos analisar o Bolsa nessa História…. mais precisamente o temperamento dele… Embora Hospedeiro consentido…. o “”Trakina”” simplesmente está sentado na cadeira mais poderosa do país…. a cadeira de Presidente da República… então…. continuando a minha reflexão…. ÔÔÔ Professor…. o senhor certamente deve se lembrar da Conga…. A Mulher Gorila…. Se fizerem o “”menino arredio”” se sentir “”acuado”””…. se sentir “”desprestigiado””… e… principalmente…. se fizerem ele se sentir “”chacoteado””….. eu acho que ele vai “”espanar”” com tudo… e vai chutar o pau da barraca… que nem a Conga…. O Bolsa vai se soltar das “”amarras””” da equipe dele…. e vai ficar totalmente desgovernado…. e esse “”trakina”” pode fazer muita merda solto… se desprendendo das amarras… vai ser uma lambança total pelo país à fora…. o Caos…

  6. LMC
    27/11/2018 at 10:55

    Só o Sílvio Santos?A TV Vanguarda,
    que retransmite a Globo no Vale do
    Paraíba,na sua mensagem de fim
    de ano deseja que o Brasil volte a
    crescer.Puxa-saquismo,né?

  7. Ivanildo José da Silva
    27/11/2018 at 01:34

    Paulo, vendo seu vídeo sobre a intetona. Ante de vc especular sobre o vilas boas, no final do comentário, que estaria havendo algum movimento interno no exército de grupos adversários politicamente, foi também a minha impressão logo que vc começou a reflexão. Por outro lado, será que ele entende a intentona como um movimento, sobretudo, internamente nas hóstis do exército. Se ele entende como vc ele falou ora dentro dos quartéis. Mas se ele entende que foi uma ação dos comunistas fora do exército, ele estará falando para as forças armadas (+ governo) se prepararem contra as oposições. De todo modo é muito estranho essa fala do general.

  8. Vinicius Guerrero
    26/11/2018 at 17:58

    Muito bom texto professor! Verdade, Vereza virou a casaca de uma maneira que soa igual a de outros ex-trotskistas como Nunes, Azevedo, Olavo e outros. E nem deve ter sido um…
    Há maneira de haver uma inscrição para saber dos novos textos? Vi isso em outros blogs.
    Grande abraço meu amigo

  9. Deivid
    26/11/2018 at 14:52

    Lembro bem da Anita Prestes numa entrevista explicando que essa “intentona” “comunista” na verdade não passou de uma movimento tenentista apoiado por alguns comunistas. Aliás, de intentona não teve nada, não passou de uma “intentinha”…

    Professor Ghiraldelli, fugindo um pouco do tema, o canal “Saia da Matrix” fez um vídeo muito bom com os argumentos que o próprio Olavo agora está usando neste texto:

    conversaafiada /cultura/ate-olavo-de-carvalho-e-contra-a-escola-sem-partido (Tive que quebrar o link pra não cair na moderação)

    Você deveria dar uma olhada, vale um ou mais vídeos…

    Deivid

  10. Deivid
    26/11/2018 at 14:50

    Lembro bem da Anita Prestes numa entrevista explicando que essa “intentona” “comunista” na verdade não passou de uma movimento tenentista apoiado por alguns comunistas. Aliás, de intentona não teve nada, não passou de uma “intentinha”…

    Professor Ghiraldelli, fugindo um pouco do tema, o canal “Saia da Matrix” fez um vídeo muito bom com os argumentos que o próprio Olavo agora está usando neste texto:

    https://www.conversaafiada.com.br/cultura/ate-olavo-de-carvalho-e-contra-a-escola-sem-partido

    Você deveria dar uma olhada, vale um ou mais vídeos…

    Deivid

  11. Eudes
    26/11/2018 at 13:07

    Olá, professor, tudo bom? Já que o General veio relembrar a Intentona Comunista, gostaria de te fazer algumas perguntas, talvez com um pouco mais de viés histórico do que filosófico, mas julgo que o sr saberá respondê-las muito bem, pois demonstra ter muita destreza em Filosofia Política:

    1. Até que grau Getúlio Vargas, principalmente durante o período do Estado Novo (1937-1945), foi fascista?

    2. Além dele, quais outros presidentes ou período histórico brasileiro tiveram fortes características fascistas? Algum general do regime/ditadura militar, em especial Médici?

    3. E quais critérios formais e filosóficos devem ser usados para caracterizar um regime (neo) fascista? Precisa ter organizações militares (ou paramilitares) envolvidas?Nacionalismo/xenofobismo? Estado Forte? Personalismo? Totalitarismo? Imposição dos valores da “maioria” contra as “minorias”?

    • 26/11/2018 at 23:10

      Eudes, eu fiz vídeos e mais vídeos e vários textos explicando isso. Dá uma olhada, poder ser?

  12. 26/11/2018 at 09:51

    Interessante seu comentário (aqui e no yahoo), prof. você me mostrou outra faceta da história, que até então não havia me apercebido.
    Estou fazendo um trabalho de aula na qual farei um paralelo entre o Governo Vargas e o atual Temer. apesar de Vargas ter sido ditador… mas convenhamos o governo atual é de “T(R)EMER…
    Se você tem alguma matéria sobre o assunto, me aponte ok.

    • 26/11/2018 at 11:44

      Jorge, não faça um paralelo desses, não cabe. O que cabe é você lembrar o desmonte da CLT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *