Go to ...

Paulo Ghiraldelli on YouTubeRSS Feed

16/08/2017

8 Responses “Detalhe sobre os que querem o livre porte de arma”

  1. Daniel
    02/06/2016 at 17:35

    Estou pensando no que o professor está falando. Porque a questão não é se a pessoa tem ou não pinto pequeno. Várias pessoas de pau pequeno conseguem ter uma atividade sexual muito boa com uma mulher, ou conquistá-la e viver uma vida inteira. O que eu penso, diante da fala do professor, é o “pau pequeno” como um símbolo de impotência, um tipo fraco como em Nietzsche. Esse vídeo revela que o estúpido por não conseguir avançar, se vinga disso criando mecanismos que possam afirmá-lo através do poder que a violência exerce sobre a mulher historicamente.

    • 02/06/2016 at 18:03

      Daniel, meu Deus do céu! Trata-se de um metáfora de poder a questão “pau pequeno” PUtz!

    • Matheus
      02/06/2016 at 19:59

      Professor, o pessoal quer uma explicação melhor… sabe aquela situação “quer que eu desenhe?” então é isso eles querem: que vc desenhe os paus. Cuidado com a escala e perspectiva só, se não o povo vai começar a achar que o deles tbm tá pequeno. Rs

  2. Jose
    02/06/2016 at 14:35

    O cara do pinto pequeno tem que compensar a falha com outra coisa. Hilario o vidio!

  3. Realista
    02/06/2016 at 13:27

    Esse tipo de pensamento só existe porque funciona. Mulheres se atraem com isso, é muito mais fácil pegar mulher demonstrando poder do que usando somente a lábia.
    E se o cara for duro, pode ter o pau do tamanho que for, vai ficar na mão.

    • 02/06/2016 at 14:52

      Jacintopinto seu problema é que ninguém jasenteseupinto.

    • Lucas
      23/06/2016 at 11:22

      É bem autoexplicativo o comentário dele, não acha Paulo?

  4. Matheus
    02/06/2016 at 11:10

    Pelo jeito os cara tem a coisa menor que o cano do revólver mesmo, hein… acho que seria mais fácil e prazeroso dançar coladinho com as meninas (e também acho que elas iam gostar mais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *