Go to ...

on YouTubeRSS Feed

20/02/2020

História

Na frente do cabelereiro, a história do PT

Passei na frente de um cabelereiro chamado “Thelma & Louise”, aqui entre o Jaguaré da classe média e o São Francisco dos ricos, em São Paulo. Não lembrei do filme, mas de um episódio que envolveu o filme. Eu conto.

Agora é a democracia que não é grega é?

Está na moda descobrir raízes não helênicas de tudo que valorizamos. Receio que essa moda advenha de uma certa falta de erudição do professor universitário atual, em geral especializado precocemente. 

Ciências humanas em crise – qual crise?

No contexto da Revolução Francesa, surgiu o que hoje denominamos “esquerda” e “direita”. Historicamente a esquerda nasceu como o partido dos com poder e a direita como o partido dos sem poder. Ainda no contexto francês revolucionário a direita passou a ser o partido dos com dinheiro e a esquerda o partido dos pobres. Mais

O Brasil do “Agora é golpe”

“O povo assistiu àquilo bestializado, atônito, surpreso, sem conhecer o que significava”. Esta é a célebre frase do artigo de Aristides Lobo, escrita para o jornal Diário Popular, da cidade do Rio de Janeiro, na tarde de 15 de novembro de 1889. Antes mais a frase que o evento descrito marcou nossa consciência sobre a

Mujica no Brasil e a saudade do futuro

No final dos anos setenta para a entrada dos nos oitenta a esquerda brasileira criou um futuro. Mas, em meados dos anos noventa, nem mesmo o presidente do PT, Francisco Weffort, tinha para ele o PT como construtor daquele futuro. Pediu licença e saiu da presidência do partido para ser ministro de FHC.

O que perigosamente entra pelos poros

Meu tio-avô Nilson, professor de matemática, fez parte da Aliança Nacional Libertadora, antes dos anos quarenta. Sim, ele foi comunista. Gastou uma boa energia combatendo o fascismo tupiniquim, o Integralismo, os chamados “galinhas verdes” de Plínio Salgado.

O mundo dos conservadores

Você viveria em uma sociedade onde a regra básica fosse “todos são culpados antes que se prove o contrário”? Há pessoas que dizem um fácil “sim” para tal pergunta. Elas se acham tão inocentes e, então, por essa inocência, de tal modo acima de toda e qualquer regra social, que elas não entendem a frase

A importância do bem

Ser boa pessoa virou “brega”. Querer “um mundo melhor” virou pecado. Cristãos conservadores odeiam o papa Francisco I por ele reintroduzir na Igreja o que é a essência do cristianismo: a caridade, o amor, a bondade. Estranho não?

“Só gosto do homem que não presta”

Li num post de uma amiga algo assim: “como encontrar a pessoa certa se a errada beija bem e fode melhor ainda?”. Já se tornou lugar comum dizer que boas moças só ficam com canalhas. Em um novela da Globo, por esses dias, um marido bonzinho e obviamente corno solicitava: “se você souber de uma

Os conservadores que não sabem o que é bom

Ser “progressista” até os anos oitenta tinha lá sua validade. Claro que a doutrina do progresso vinha do século XIX, e já estava meio carcomida. Mas a maioria de nós, que se identificava com alguma plataforma política à esquerda, sabia criticá-la. Temperávamos nossa crítica não com qualquer conservadorismo, mas dentro do próprio campo da esquerda

Uma cruz estranha nas mãos do papa Francisco

A Bolívia é um país atrasado. A Igreja Católica é uma instituição velha. A velha cruz feita na base do atraso ideológico da foice e o martelo chegam às mãos do papa, o representante do velho, pelas mãos de Evo Morales, o representante do atraso. O papa Francisco foi presenteado pelo presidente boliviano com um

Cota social e cota étnica – diferenças

A pior defesa que conheço das cotas para negros e índios na Universidade brasileira é a dos que dizem que isso se insere em uma “política educacional compensatória”.  Em geral, essa defesa é feita pela esquerda. O ataque mais perverso que conheço contra as cotas étnicas é o dos que dizem que defendem, ao invés

A piada da formiguinha

As pessoas que estão mais presas à vida cotidiana, que não são intelectuais, podem fugir de inúmeros temas. Mas o filósofo não! Uma  sociedade com filósofos que fogem de espinhos é uma sociedade de capacidade reflexiva covarde. 

A vestimenta de Dilma

Reduzir Dilma à sua roupa é um direito do humorista, pode ser um recalque do comentador profissional da política e certamente é a função do cronista. Como no Brasil a imprensa está “ao Deus dará”, sem diploma, sem faculdades com cuidado no vestibular, e como no Brasil o ensino médio está falido, há aí a

Qual a origem da nossa “festa de Natal”?

A “ceia de Natal” é mais velha do que normalmente supúnhamos, e esteve mais para última ceia que para festa de comemoração de nascimento. Essa é a informação que recebi da filósofa Francielle Chies.

Futebol é uma “caixinha de surpresas”?

O que é essa Copa que vivemos? Do que falamos quando falamos em “sete a um”? Será mesmo que ainda podemos aplicar a fórmula “pão e circo”? Não creio. Temos de pensar o desporto e o futebol noutras bases teóricas. Arrisco uma interpretação. 

Older Posts›› ‹‹Newer Posts