Go to ...

on YouTubeRSS Feed

23/10/2018

feminismo

Sou radicalmente feminista. Que as mulheres nos salvem

[Artigo para o público em geral] Sou e sempre fui radicalmente feminista. Na universidade, orientei teses sobre o assunto. E justamente por isso, fiz críticas ao feminismo. Não acho que o feminismo precisa ser marxista e adotar as esperanças de trabalhar com  o conceito de “consciência de gênero”, na imitação do conceito de “consciência de

Há mulheres que votam em Bolsonaro?

[Artigo para o público em geral] Há pessoas que votam contra seus próprios interesses? Essa pergunta foi feita nos anos vinte e trinta do século XX por vários teóricos, em especial pelos filósofos da Escola de Frankfurt. Os trabalhadores haviam “perdido o ímpeto revolucionário” e estavam abandonando o projeto revolucionário pelo socialismo. Muitas vezes, preferiam

Aborto para Janaína funciona como o Impeachment?

[Artigo para o público em geral] Janaína Paschoal quer que o aborto continue sendo crime e ao mesmo tempo quer que as mulheres não sejam punidas e sim “acolhidas”. É o mesmo modo que ela fez acontecer no Impeachment: Dilma sai, mas não sai. Ou seja, Dilma está aí, candidatíssima! Acolher mulher colocando-a nas grades

O útero é o martírio

[Texto para o público em geral] Há homens que se excitam ao dizer para as mulheres que eles vão engravidá-las. A excitação é, no caso, um reflexo do prazer de dominação. Engravidar uma mulher é devolve-la à natureza “de onde ela nunca deveria ter saído”. O que mais dá prazer ao ser humano é imobilizar

“Posso penetrá-la, senhorita?”

[Artigo para o público em geral] Peter Sloterdijk, em um livro de 1999, fez uma brincadeira com a versão americana do que é ter relações sexuais. Disse ele que se Freud afirmou que um casal na cama sempre implica em mais quatro pessoas juntas, os pais de cada envolvido, na América isso deveria equivaler a

Rosa Weber e Janaina Paschoal na sala do aborto

[Texto destinado ao público em geral] Poder fazer aborto sem ser criminalizada é o pedido da mulher moderna. O movimento feminista defende isso, e creio que ele acerta ao se dizer porta voz da “mulher moderna”, se tomamos esse termo sociologicamente. Mas, isso não significa que moderno seja o aborto e o não-moderno o não-aborto.

Chega de brincar de feminismo, OK?

[Artigo para o público em geral] “Se você tem medo que um homem na rua passe a mão na sua bunda, e se isso a paralisa, acho que você tem terror da sexualidade”. Essa é uma frase bombástica da Folha de S. Paulo, tirada da boca da escritora francesa Catherine Millet (28/04/2018). Talvez a Folha

O corpo da mulher é seu rosto

[Artigo para o público em geral] Ao contrário do que dizem as feministas incultas e o Chico Buarque, a mulher na Grécia Antiga não era “submissa”. O conceito de submissão para mulheres é algo moderno. A diferença entre homens e mulheres na Grécia Antiga obedecia outras regras. O feminino tinha a ver com a natureza,

Um novo útero para o macho

[Artigo indicado para o público em geral] A novidade do debate entre “o discurso de denúncia de assédio”, capitaneado pela fala de Oprah, e o manifesto assinado por Catherine Deneuve e mulheres intelectuais, que acusa o “denuncismo” de afrontar liberdade sexual, não diz respeito a um tema menor ou a uma disputa tola. Trata-se de

A imutável Barbie

[Artigo indicado para o público em geral] A ideia de igualdade entre homens e mulheres diante de condições sociais como o trabalho e afazeres correlatos só vai dar alguma demonstração de realização não quando meninos e meninas brincarem com boneca ou quando ninguém mais brincar com boneca. Veremos isso quando pudermos olhar para a boneca