Go to ...

on YouTubeRSS Feed

18/11/2017

Comportamento

É racismo sim, senhores!

Este texto é indicado para o público em geral “No Brasil não há racismo”. Essa frase tem meia verdade de um tal modo que se mostra mentira todo dia. Podemos dizer que há somente preconceito racial, e irmos dormir em paz, principalmente nós, brancos de classe média. Todavia, eu estava com a minha esposa na

William Waack cai e alivia a Globo

Este artigo é indicado para o público em geral William Waack é aquele que fazia entrevistas convidando só pessoas de direita para explicar o que é direita e esquerda. O show de pedantismo de seus convidados irritava qualquer um. Mas, mesmo assim, ele reinava sendo mais pedante ainda. À noite, levando adiante o jornal de

A direita não tolera o corpo dançante

A dança é um tabu para os conservadores. A direita política não dança. Não pode, pois dançar é atravessar o espaço fazendo-o homenagear o mimo e a liberdade. Os conservadores se recusam a qualquer ideia que diga que somos gerados pelo mimo e encantados pela liberdade. Eles sufocam a liberdade. Não à toa no portão

Nicolás Maduro e a contra-revolução dos coelhos

Peter Sloterdijk chama de “Internacional Miserabilista” um grande movimento intelectual e moral não orquestrado que vê a Terra e o homem como limitados, como vítimas de uma eterna ameaça de escassez como uma condição natural. Na maior parte das ficções dos adeptos da Internacional Miserabilista, dado que o mundo e o homem são elementos da

O vitimismo chegou na direita!

Clint Eastwood representou o macho do cinema após John Wayne. Ambos tinham a carcaça republicana e reivindicaram para si e para seus personagens a silhueta do que seria o americano típico. Self-made-man durão, sedutor de mulheres até por meio da violência, incapaz de reclamar ou chorar, herói de uma selva do salve-se quem puder. Esse

A violência do ejaculador geral da República

Não é segredo para ninguém que relações sexuais criam satisfação para alguns, frustrações para outros e, enfim, jogos de poder para todos. As revistas de auto-ajuda e similares ficam com a primeira parte, os psicólogos e médicos com a segunda e é do campo ético e jurídico a terceira parte. Enquanto ligadas à simbologia do

Anitta e o ejaculador

Anita é linda, sexy e tem ao seu lado produtores incríveis, que a fazem alcançar boas performances. Seus clipes são adoráveis, se respeitarmos o gênero de entretenimento no qual ela se propõe a trabalhar. Um vereador de Campinas, talvez daquela leva que xingou Simone de Beauvoir como personagem do ENEM (lembram da barbárie?), deu-lhe adjetivos

Trump, transgêneros e a apologia do “natural”

Donald Trump diz que consultou “especialistas” para tomar a decisão que tomou, de não aceitar transgêneros nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Como é de praxe, Trump não pensa no existente. Do mesmo modo que desconsiderou as pessoas beneficiadas pelo Obama Care, agora também desconsiderou que os transgêneros já fazem parte das Forças Armadas americanas.

As bonecas do amor do Japão

O senso comum olha aparentemente escandalizado para os japoneses e suas “bonecas do amor”. Julga que está diante de alguma coisa que lhe é estranho. Vocifera moralismo barato sobre práticas que julga obcenas e, por conta de serem feitas com bonecas, com o inanimado, faz a avaliação fácil de que está diante de loucura e

Amor, amores e amar

Para a Fran, minha esposa Amor é uma palavra que significa união. Elementos que se atraem e querem se unir. É como a força gravitacional, mas sem uma equação regente. Matéria atrai matéria na razão inversa do quadrado da distância e na razão direta do produto de suas massas. Newton assim caracterizou o amor universal

A era do Bobo da Corte ou O Martírio dos Tímidos

Não tenho dúvidas que uma cultura que não valoriza pessoas tímidas pode se transformar no inferno de  um vedetismo insuportável. Aliás, no Brasil de hoje, ninguém mais, com bom senso, aguenta a superexposição de pessoas que reiteram o senso comum na mídia, principalmente com título de professor e até, ainda que injustamente, de filósofo. Hélio

A execração pública de José Mayer

NOS ANOS 60 o periódico Seleções do Reader’s Digest tinha o hábito de publicar histórias de crianças soviéticas que deduravam os pais para as autoridades do estado. Antes o socialismo que o amor paterno – era o lema. O símbolo do heroísmo soviético, segundo o periódico, era a degradação dos valores mais profundos do Ocidente,

Amor e feras de Calligaris

O amor não transforma ninguém. Quando se ama alguém e se acredita que esse amor vai transformar o amado, fazendo dele uma pessoa melhor, já se deu o passo para um poço cujo fundo são os espinhos da mentira. Caso o amor transforme, só o faz em aparência, e tão logo as coisas esfriem o

A mulher que não sabe cuidar da casa serve para casar?

Para casar devemos escolher um mulher bonita, inteligente, polida e, claro, honesta. É a chamada “boa moça”. Tudo isso pode parecer tradicional, mas é nesse quadro que são procuradas as moças que servem “para casar”, ao menos na chamada classe média. Se um tal produto é encontrado ou não, isso é uma outra questão. Todavia,

Eu sofro, então sou! O falso ódio de todos contra todos

Não há nada mais tolo que a ideia corrente na mídia sobre a “expansão do ódio”. Nenhum estatística registra grandes alterações, em fatos concretos, sobre a violência por questões de opinião ou práticas éticas diferentes. Crimes homofóbicos não foram ampliados. Estudos mostram que o que foi ampliado foi o registro desses crimes. Crimes políticos no

Novamente o psicologismo – um cocô perigoso!

A avalanche do psicologismo em favor de posturas autoritárias, do “cala boca”, ganhou a nossa época mais recente. É a arma mais utilizada pelos palestrantes midiáticos. Eles se livram de críticas acusando outros de disfunções psíquico-sentimentais. Mas não só, é também o que têm nas mãos para fazer as palestras, para tentar expor o que

Reeducação do nosso comportamento ativista

O filósofo Peter Sloterdijk tem um modo de ver o mundo que nos autoriza a dizer que certos ativismos são uma forma de dar peso gravitacional para quem vive num mundo leve demais. Creio que há muita verdade nisso, e em nada uma tal coisa desmerece os ativismos. Que mais e mais gente cuide de

Não se nasce mulher, torna-se – com maquiagem!

Era difícil para o grego ver beleza como alguma coisa distinta de harmonia. E essa harmonia ele não encontrava senão na organização do todo, ou seja, do cosmos. Uma tal palavra, kosmos, tinha como oposição exatamente a desorganização, kaos. A geografia do Mediterrâneo, na parte relativa aos gregos e suas colônias, fornece um conjunto de

Luiz Carlos Ruas, o homem

Luiz Carlos Ruas, quem é? O mais triste é ver o jornalismo brasileiro não tendo a mínima preocupação de chamar Ruas pelo nome, usando “o ambulante”. Ou seja, “um popular”. Ou: “morreu na contramão atrapalhando o tráfego”. “Atrapalhando o Natal”. A essa altura do campeonato, três dias após o Natal, quando morreu, já era para

Todo mundo é obrigado a ter filhos?

80% das críticas ao papa Francisco são coisas de ranhetas reacionários, 19% são de gente com informação torta, 1% são críticas com algum fundamento, mas, assim mesmo, nem sempre corretas. O papa disse que não deveríamos nos reproduzir como coelhos. Depois disse que as mães estavam evitando ter filhos para ficar com cachorros, pois os

Older Posts››