Go to ...

on YouTubeRSS Feed

16/11/2018

Como identificar um fascista? Basta olhar um bolsonarista? Dez pontos característicos.


[Para o público em geral]
Professor Jason Stanley, autor de How Fascism Works, ministra um curso chamado Propaganda, Ideologia e Democracia (Universidade de Yale). Ele fala de dez pontos que caracterizam um fascista. Cito os pontos e coloco entre parênteses meus comentários.
Fetiche do passado
A gênese do fascismo está no passado mítico, quando havia pureza étnica, religiosa ou cultural. A mitologia é intencional, para provocar nostalgia pelo que não aconteceu. (Bolsonaro falou e a Folha publicou: “queremos voltar ao Brasil dos anos 60 ou 50”).
Propaganda
Criar um problema, como uma crise de imigração fictícia e unificar um grupo em torno do combate à invasão de estrangeiros. (O conflito da Venezuela é sempre citado pelos bolsonaristas, que chegam a falar em intervenção lá, com o Brasil aliado a Trump).
Anti-intelectualismo.
Para erodir o discurso público bem informado, é preciso minar a ciência, a educação liberal, o conhecimento especializado. (Olavo de Carvalho é guru de Bolsonaro; é desescolarizado e seu papel é desautorizar o heliocentrismo etc.)
Irrealidade
Uma vez que o anti-intelectualismo é bem sucedido, o debate racional é substituído por medo e raiva, o estímulo de um sentimento de perda para o qual é preciso encontrar culpados. (O culpado  são as feministas e os comunistas, mesmo que esteja não existam mais).
Hierarquia
A natureza impõe hierarquias de domínio que são incompatíveis com a aspiração de igualdade diante da lei que vinha se expandindo sob a democracia liberal. (Pondé é o especialista em invocar todo tipo de tese anti-igualitária em seus artigos semanais; odeia o sistem de cotas, pois este empurra a igualdade no ponto de chegada).
Vitimização
Aumento de representação de minorias provoca um sentimento de vítima entre maiorias pressionadas a compartilhar poder. O coração do fascismo é lealdade à tribo – étnica, religiosa, cultural. (Tudo que Bolsonaro mais odeia são as minorias: negros, mulheres, gays, ativistas ecológicos etc).
Lei e ordem
Esse slogan mascara a licença para violar a lei e a ordem. Impunidade de assassinatos policiais, abusos carcerários são vistos como necessários para proteger a sociedade virtuosa. (“Direitos humanos para humanos direitos”: a ordem seletiva de Bolsonaro).
Ansiedade sexual
Se o demagogo é o pai da nação, qualquer ataque ao patriarcado e à família tradicional é uma ameaça. É preciso sexualizar o outro com fantasias de agressão e “desvio” sexual. Hitler dizia que os judeus conspiravam para usar soldados negros para estuprar as puras mulheres arianas. Linchamentos de negros no sul dos EUA ocorriam pelo simples boato de que um negro teria tentado flertar com uma mulher branca. (Bolsonaro ficou possesso quando Preta Gil falou de seu filho (de Bolsonaro), sendo homossexual ou ficando com uma negra, lembram?).
Nós e os outros
É preciso desumanizar segmentos da população, o “outro” como imigrantes latinos, muçulmanos, o que ajuda a justificar o tratamento destes grupos. (Bolsonaro e bolsonaristas vivem criando a ideia de uma “civilização cristã”, e tentando rechaçar cultos afros etc.).
Paulo Ghiraldelli Jr., 61, filósofo.

 

Tags: , ,

26 Responses “Como identificar um fascista? Basta olhar um bolsonarista? Dez pontos característicos.”

  1. Amanda
    08/11/2018 at 11:20

    Bom dia, professor!
    Você indicaria o livro “Como morrem as democracias” de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt, para entendermos melhor esse regime político e os riscos que ele está correndo?

  2. Tiago
    07/11/2018 at 09:46

    Professor,
    O sr poderia falar Gramsci?
    Já cansei de ver esse pessoal da direita que claramente não leu nada falando que tudo é “gramiscianismo”

    • 07/11/2018 at 10:37

      Leia o próprio e verá que a direita, os Pondés e Olavos da vida, são energúmenos. Leia o Os intelectuais e a cultura

  3. 06/11/2018 at 17:30

    Fé, o que nos resta é fiscalizar, ficando atentos a tudo que surgir. Serão 4 longos anos de vigília.

  4. 05/11/2018 at 19:25

    Eu já tinha associado alguns dos items do texto ao Bolsonaro, só veio somar. Pra mim o mais grave de tudo é que se trata de uma figura descivilizatória. Há anos eu fico assustado com ele. Siceramente, devia ter sido cassado na Câmara.

  5. andre ribeiro filho
    05/11/2018 at 18:47

    TIQUE NERVOSO… COM BOLINHAS METÁLICAS PRESAS POR UMA CORRENTINHA…. ÔÔÔ Professor… gostaria humildemente indicar um filme para o senhor assistir….. ou melhor…. gostaria que o senhor… se lhe interessar… fizesse um vídeo no You tube sobre a narrativa desse filme…. tem a ver… e muito… com esse momento político conturbado que estamos vivendo (agora pós-eleição)…. nesse filme eu me lembrei do “””Bolsa”””… é com um ator famoso americano… que certamente o senhor já ouviu falar… chamado HAMPREY BOGAR … o nome do filme é bem significativo… chama-se “”A NAVE DA REVOLTA”””….

  6. andre ribeiro filho
    05/11/2018 at 18:34

    ÔÔÔ Professor… vou falar uma coisa para o senhor…. parece que eu já estava adivinhando que isso ia acontecer…a história sempre se repete…. há mais dez anos eu venho falando…. em roda de amigos… com porteiro… com motoristas de taxi… sabe o quê professor…???
    é uma pergunta….!!! eu pergunto assim pra eles…. “”” Ô Fulano… voçê sabe porque eu sou a favor do voto obrigatório ???…..””” e reparo que eles ficam curiosos um pouco… e depois respondo assim pra eles…. “”” Sou a favor do voto obrigatório porque eu acho que todo mundo tem que dividir a merda…!!!! “””” e continuo o raciocínio… “””votamos certo, parabéns… agora… se votamos errado, não foram os portugueses que erraram… nem os holandeses… ou os franceses… fomos nós brasileiros que erramos….. ninguém botou uma arma na nossa cabeça para escolher um bunda-mole ….. agora aguentemos… quatro longos anos de incompetência…. de quem escolheu… e de quem vai administrar…””””

  7. Adão Pinheiro
    05/11/2018 at 17:38

    Obrigado por compartilhar seu conhecimento!
    O olavismo me enoja!E para meu espanto, já vi pessoas com um grau de cultura até considerável, submergir no mundo da liguagem grotesca do Olavo.Como explicar isso!Como explicar o despertar do facismo em pessoas aparentemente sensatas?

  8. Fábio Leite
    05/11/2018 at 16:29

    Não sei, mas uma das coisas me mais ME soam como fascistas é atentar contra a Constituição. Não que o PT não tenha feito isso, com aquela proposta inicial de reforma da mídia (que eles até abandonaram), ou com o programa Mais Médicos (que, segundo colegas, era anticonstitucional – não sei se era…), mas ele não era taxado de fascista. Mesmo porque propunham plebiscitos a dar com pau, e nisso era criticado ardorosamente pelos psdbistas (foi só a Dilma propô-los que o Rodela-Morta, do falecido Augusto Nunes, chamou de imediato FHC, Serra e afins. Essa trupe do Bozoo (o segundo “o” é, evidentemente, intencional…) já tá falando ou tentando melar nossa Constituição a dar com pau. Eles querem mesmo é “comer gente”.

  9. 05/11/2018 at 15:11

    Com a citação da autoria, publiquei o texto no Facebook. São aulas de História. Que serão utilizadas para escrever a História.

  10. Gilberto Antonioli
    05/11/2018 at 15:03

    Muito grato pelas aulas de História. A abordagem filosófica, creio, tem sido a única forma de situar os acontecimentos.

  11. Allan GP
    05/11/2018 at 13:50

    Olá professor, acompanho seu canal do Youtube há algum tempo, parabéns pela iniciativa de colocar em pauta o momento politico atual, pois se faz extremamente necessário esse diálogo diante do quadro nebuloso que se aproxima. Por acaso o senhor viu essa notícia (poderia falar mais sobre as implicações disso) – Frente Evangélica lança manifesto com propostas para gestão do Brasil:

    https://static.poder360.com.br/2018/10/Manifesto-a-Nacao-frente-evangelica-outubro2018.pdf?

  12. Allan GP
    05/11/2018 at 13:41

    Olá professor, fiz esse comentário no vídeo do Youtube e faço aqui novamente. Acompanho seu canal há algum tempo, parabéns pela iniciativa de colocar em pauta o momento politico atual, pois se faz extremamente necessário esse diálogo diante do quadro nebuloso que se aproxima. Por acaso o senhor viu essa notícia (poderia falar mais sobre as implicações disso) – Frente Evangélica lança manifesto com propostas para gestão do Brasil:

    https://static.poder360.com.br/2018/10/Manifesto-a-Nacao-frente-evangelica-outubro2018.pdf?

  13. LMC
    05/11/2018 at 11:28

    Soube do que o Paulo Guedes quer
    fazer com o Sistema S,PG?Na
    prática,ele quer que o Sistema S
    deixe de investir em cultura.
    Sinceramente,este Paulo me cansa.

  14. Tony Bocão
    05/11/2018 at 09:03

    Tem um livro muito bom “Como as democracias morrem” de Steven Levitsky e Daniel Ziblatt que desenvolvem bem essas lista para identificar líderes autoritários. Acrescentaria apenas o item comum a esse pessoal que é a do constante ataque ao sistema eleitoral e dá vontade de gritar quando escuto gente apoiando a idéia que 30 pessoas contando papel é mais confiável que usar a eletrônica, aliais o que 30 pessoas juntas poderiam fazem bem? só consigo pensar apenas em um exemplo 🙂

  15. RAFAEL DIEL PINTO FERNANDES
    04/11/2018 at 18:44

    Quanto ao anti-intelectualismo, é preciso lembrar que o Bolsonaro disse em um vídeo que o Ministro da Cultura será o Olavo de Carvalho. Será um retrocesso gigantesco para o Brasil.

    • 04/11/2018 at 18:59

      Esqueça, Olavo não vem para o Brasil, tem processos demais, além disso, não conseguiu terminar o ensino fundamental. E mais: não conseguiria explicar como vive sem trabalhar.

  16. Felipe
    04/11/2018 at 18:26

    Honestamente Ghiraldelli, vcs da academia têm total responsabilidade pelo barulho que essa turma vêm fazendo no debate público. Primeiro pelo total afastamento de parte das pautas acadêmicas dos problemas do homem comum (vide Judith Butler dominando as teses de certas federais do Brasil). E no que tange ao Olavo de Carvalho, alertei muitos professores sobre a influência nefasta que ele vinha causandoo, mas preferiram empinar o nariz e dizer que “Olavo não produzia papers”.

    O resultado está aí, enquanto esses mesmos professores hoje em dia escrevem papers genéricos sobre “lugar de fala”, o velho cria legiões de zumbis que não vão ser colocados para dentro de suas respectivas covas na próxima década.

    • 04/11/2018 at 18:59

      Felipe, você é um sábio, nós o seguiremos daqui para diante. Fique tranquilo tá?

  17. Thiago
    04/11/2018 at 17:40

    Mais didático do que isso é impossível.

  18. Henrique Alcantara
    04/11/2018 at 16:57

    Vi uma palestra do Paulo Arandes dizendo que o Pt criou as bravatas/clichê: golpe e facista

    golpe e facismo eram modelos para na dissuasão não se prolongar demais sobre passado recente do Pt (cadeia, mensalão, petrolao, privativaçães, ref. Previdência) e colocar a sujeira pra baixo do tapete logo jogando o outro contra a parede, ou sendo a voz ativa do debate, o polo positivo, o que põem as rédeas no discurso.
    https://youtu.be/9jFywZtqFEA

    Eu pensava que não, era que nos anos 70-80 Marilena estava sob círculos em que o algoz era o explorado, e agora estudando Espinosa e Merleau-Ponty estava agora em um aspecto europeu que o inimigo era o facista, ñ mais o capitalista

    • 04/11/2018 at 17:39

      Sinceramente, Paulo Arantes e Marilena me cansam.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *